Home  >  Plataformas

SAP lança solução de automação de processos robóticos

Conheça a solução de RPA apresentada pela companhia alemã

Hannah Williams | Computerworld UK

18/12/2018 às 10h36

Foto: Shutterstock

A SAP está lançando no mercado o que chama de uma forma inteligente de automação de processos robóticos (RPA - Robotic Process Automation), após sua recente aquisição da empresa francesa Contextor SAS. A negociação dará suporte à expansão da SAP ao seu portfólio de machine learning Leonardo com recursos adicionais de RPA, o que ajudará a simplificar as interações comuns da interface do usuário em aplicativos SAP e não SAP.

Além disso, a integração com sua plataforma de nuvem e tecnologia de conversação via inteligência artificial (AI) está sendo destinada para criar o que chama de RPA Inteligente.

“A SAP está trabalhando em uma abordagem inteligente do RPA, com a ideia de que estamos reunindo os recursos clássicos de RPA para gerar conexões e automatizar cliques em aplicativos de software com um profundo conhecimento da pilha de aprendizado de máquina SAP”, explica Markus Noga, head de machine learning da SAP.

Apesar da crescente lista de especialistas em RPA no mercado atual, a companhia possui a capacidade de levar a tecnologia a uma pilha de aplicativos existente e traduzir as descobertas em automação de back-end de uma maneira mais inteligente que os concorrentes.

A SAP planeja integrar o RPA inteligente em soluções SAP essenciais, como o S/4 HANA, a partir do primeiro semestre de 2019. "O segundo elemento que podemos fazer melhor é que tentamos a integração com chatbots e inteligência porque as ofertas da SAP trabalham muito de perto, A terceira área em que podemos realmente ser bem sucedidos é com conteúdo”, diz Noga.

O que é o RPA Inteligente?

Intelligent RPA, ou IPA, é um conjunto de novas tecnologias que combina RPA e machine learning para redesenhar drasticamente os processos de negócios e ajudar os trabalhadores humanos com tarefas repetitivas e mundanas.

Em essência, o IPA aproveita a inteligência artificial para criar um software capaz de aprender no trabalho, como um ser humano faria, para se adaptar às circunstâncias em constante mudança. É o objetivo final natural da tecnologia RPA, mas ainda precisa ser verdadeiramente comprovado por qualquer fornecedor.

"Esse tipo de mistura entre as três tecnologias: AI conversacional, machine learning e RPA, que nos permite conduzir cenários de uma maneira completamente nova. O RPA Inteligente é sobre o desencadeamento de ações e aplicativos corporativos ao mesmo tempo em que automatiza as atividades, nas quais começamos a desenvolver no início de 2018 e evoluímos recentemente com a aquisição da Contextor”, afirma Noga.

Onde entra a Contextor?

De acordo com o executivo, a entrada da SAP no mercado de RPA é impulsionada por sua visão de 'empresa inteligente'.

“Nosso foco geral é a visão da empresa inteligente, ajudando as empresas a migrarem do digital, onde todas as informações estão disponíveis digitalmente no ponto de origem, para realmente usar as informações para aprender e aumentar os processos humanos e de negócios com base nos novos recursos de machine learning e AI fornecem software corporativo”, acrescentou.

“A Contextor se encaixa muito bem nessa visão porque eles estão trazendo uma base de clientes já em funcionamento, com 100 mil bots e mais de 100 clientes já em funcionamento hoje, para integração com nossas equipes de desenvolvimento de RPA.”

A inclusão dos recursos de RPA da Contextor permitiu que a SAP identificasse os cenários comuns mais rapidamente. A combinação de machine learning e RPA também ajuda a responder às consultas dos clientes com mais rapidez.

“A empresa tem uma grande abrangência em termos de cobertura de sistemas SAP e não SAP tradicionais com adaptadores e conectores, que são muito fáceis de integrar ao desenvolvimento orgânico que a SAP já possui”, finaliza Noga.

crescimento negócios

 

Tags