Home  >  Carreira

Conheça os principais cargos de TI para cada estágio da carreira

Demanda por profissionais de TI está em alta. Saiba algumas das opções de carreiras para seguir na área

Sharon Florentine | CIO (EUA)

11/12/2018 às 12h23

profissional de TI
Foto: Shutterstock

A demanda por profissionais de TI qualificados está crescendo. A empresa de pesquisa e contratação Upp informa que a taxa de desemprego para carreiras de TI está pairando abaixo de 4% em cada estado dos EUA, bem abaixo das taxas de desemprego de outras indústrias e da taxa de desemprego geral.

Mas algumas habilidades e funções pagam mais do que outras. Usando dados do software de compensação em nuvem e dos bancos de dados do provedor de soluções PayScale, a CIO EUA reuniu as principais funções de TI - e mais bem pagas - para cada estágio da carreira. Os dados, de 15.548 entrevistados nos EUA, foram coletados de 1º de novembro de 2017 a 1º de novembro de 2018.

Vale ressaltar que as informações correspondem ao mercado norte-americano, mas, com a "globalização" de funções, é possível tomarmos como base para o Brasil.

Confira as principais posições, de acordo com nível de experiência:

--Iniciantes

Se você está apenas começando em sua carreira de TI, considere estas funções. O nível de entrada é definido como tendo zero a cinco anos de experiência em todos os trabalhos aplicáveis ​​no campo, não apenas no trabalho atual.

Engenheiro de software

Um engenheiro de software trabalha para projetar, desenvolver, implementar e depurar soluções de software - novos e legados. Um engenheiro de software também pode ser responsável pelo gerenciamento e orientação de desenvolvedores juniores e por ajudá-los a ampliar seu conhecimento e experiência. Eles também devem trabalhar com usuários e líderes de negócios para determinar quais soluções funcionarão melhor, dadas as necessidades de ambos.

A função não exige necessariamente um diploma de bacharel, mas no mercado de TI atual é recomendado. Alguns engenheiros de software são autodidatas, ou já concluíram o bootcamp ou certificação similar e treinamento de competência.

Engenheiro de dados

A principal responsabilidade de um engenheiro de dados é transformar dados brutos em um formato que possa ser analisado. Os engenheiros de dados desenvolvem, constroem, testam e mantêm arquiteturas de dados, como bancos de dados e sistemas de processamento de dados em grande escala.

Frequentemente trabalham em estreita colaboração com cientistas de dados para arquitetar soluções que permitam aos cientistas de dados desempenhar suas funções com mais eficiência. Como esses papéis são tão variados, eles podem ser encontrados tanto na entrada quanto no nível intermediário.

Programa técnico

Os responsáveis por programa técnico lidam com todos os aspectos de projetos técnicos para sua organização. Eles são responsáveis ​​por iniciar os programas, seguindo seu progresso, e servem como provedores de suporte caso surjam problemas. Eles coordenam esforços entre trabalhadores e fornecedores externos, além de desenvolver cronogramas eficazes e sugerir itens de ação que facilitam a conclusão bem-sucedida do projeto.

Além dessas tarefas, os gerentes de projetos técnicos rastreiam problemas técnicos e implementam soluções. Eles devem ser capazes de comunicar com eficácia o status do projeto e sugerir maneiras de superar restrições técnicas e garantir eficiência e qualidade.

Programas de TI

Os responsáveis por desenvolvimento de programas combinam conjuntos de habilidades em finanças, tecnologia, análise e organização para maximizar a eficiência e a lucratividade dos programas e projetos de TI nos departamentos. Esses profissionais multifacetados ajudam as empresas a se adaptarem e competirem na economia digital em constante mudança.

Deveres específicos variam dependendo da indústria - dentro de TI, esses profissionais também podem ser conhecidos como gerentes de sistemas de informação. Eles podem estar envolvidos na análise de despesas e lucros de uma empresa, estabelecendo metas e comunicando a estratégia de um programa em toda a empresa. Como esses papéis são tão variados, eles podem ser encontrados tanto na entrada quanto no nível intermediário.

Gerente de produtos de software

Os gerentes de produto desenvolvem requisitos de produtos de software e roteiros, lideram gerentes de produto e coordenam com equipes de desenvolvimento de software, engenharia, marketing e outras equipes para garantir que os produtos atendam a todos os requisitos, metas e prazos.

Os gerentes de produto de software também reúnem, analisam e integram feedback e informações de clientes, parceiros e equipes internas e externas sobre estratégia de produtos de software e encontram formas de estender o alcance de mercado de um produto de software.

 

--Nível intermediário

Depois de pagar suas dívidas em cargos de nível de entrada, você está preparado para subir na hierarquia. Esses papéis listados abaixo valem bem a pena, já que estão em alta demanda e extremamente lucrativos. Aqui, o nível médio é definido como tendo cinco a dez anos de experiência em todos os trabalhos aplicáveis ​​no campo, não apenas no trabalho atual.

gerente de segurança de computação/rede/TI

Os gerentes de segurança garantem que os equipamentos, as informações e as pessoas de uma organização estejam protegidas contra fraudes, invasões físicas, espionagem industrial, terrorismo, roubo, entre outras ameaças. Eles planejam, dirigem e monitoram a implementação de sistemas de segurança para proteção de organizações industriais e comerciais. Esses profissionais também são responsáveis ​​pela contratação, treinamento e supervisão de novos funcionários.

Os gerentes de segurança também são responsáveis ​​por denunciar informações criminais às autoridades, investigar crimes contra a organização e clientes e analisar e aconselhar operações internas por pontos fracos de segurança e potenciais vetores de ameaças.

Engenheiro de dados sênior

A principal responsabilidade de um engenheiro de dados é transformar dados brutos em um formato que possa ser analisado. Os engenheiros de dados desenvolvem, constroem, testam e mantêm arquiteturas de dados, como bancos de dados e sistemas de processamento de dados em grande escala.

Eles costumam trabalhar em estreita colaboração com os cientistas de dados para arquitetar soluções que permitam aos cientistas de dados realizar seu trabalho de maneira mais eficaz.

Engenheiro Principal de Software

Os engenheiros de software são responsáveis ​​pela maioria dos aspectos técnicos dos projetos de software de uma organização. Sua principal função é dimensionar projetos de software de maneira eficiente, maximizando o desempenho e minimizando os custos. Eles também supervisionam as equipes de desenvolvimento e coordenam estratégias para garantir que as tecnologias sejam interconectadas e que as linhas de produtos estejam funcionando sem problemas. Os principais engenheiros de software concentram-se nas melhores práticas e padrões de design, requisitos de aplicativos e manutenção adequada.

Os principais engenheiros de software geralmente gerenciam equipes de desenvolvedores. Um diploma de bacharel em ciência da computação é geralmente o requisito educacional mínimo, embora uma certificação junto com experiência prática em uma posição anterior também seja geralmente aceita.

 

--Nível avançado

A gerência sênior é onde todo o trabalho duro e as manobras políticas são compensadas. Papéis seniores e executivos não só vêm com grande responsabilidade, mas no campo de TI eles também vêm com salários ainda maiores. As são definidas como tendo mais de dez anos de experiência em todos os cargos aplicáveis, não apenas no cargo atual, e incluem apenas cargos de nível gerencial, sênior e executivo.

Vice-presidente de TI

O vice-presidente de TI é responsável por criar estratégias e planejar o futuro de TI de uma organização, bem como implementar novas tecnologias e manter os sistemas atuais. O vice-presidente de TI também garante que as equipes estejam efetivamente suportando o máximo de tempo de atividade e estabilidade nos sistemas e redes de computadores da empresa. A essência do papel é a liderança em tecnologia, e o vice-presidente de TI deve usar tanto habilidades técnicas quanto habilidades técnicas - liderança, comunicação, negociação e análise - para liderar com sucesso um negócio focado em TI.

Em muitas organizações menores, a função de vice-presidente de TI existe no conjunto executivo da empresa. Em empresas maiores, é um trampolim para a posição do CIO. A maioria das empresas exige um mestrado em ciência da computação ou TI, enquanto algumas organizações exigem um MBA, uma vez que o amplo conhecimento do negócio é fundamental para a função.

Vice-presidente de desenvolvimento de produtos

O vice-presidente de desenvolvimento de produtos é responsável por liderar a pesquisa de uma organização para novos produtos, aprimoramentos de produtos e redesenho de produtos. Executivos nessas funções devem observar as condições do mercado, a concorrência no setor e solicitar novas ideias inovadoras de suas equipes, e então avaliar o potencial e a praticidade de levar esses produtos ao mercado.

Um VP de desenvolvimento de produto também é responsável por desenvolver planos de produtos, criar agendas de produtos de alto nível, determinar e agendar marcos de entrega de produtos, garantindo que todos os marcos e requisitos de produtos sejam atendidos e delegando trabalho à equipe de desenvolvimento de produtos. Normalmente, os VPs de desenvolvimento de produtos trabalham com indivíduos em níveis variados em uma organização, incluindo a alta gerência, desenvolvedores, engenheiros, arquitetos, pessoal da cadeia de suprimentos, gerentes de produtos e programas e pessoal de contabilidade e finanças.

Vice-presidente de engenharia

Um vice-presidente de engenharia é responsável pelo departamento de engenharia de uma empresa. Essa função exige uma vasta experiência trabalhando com equipes executivas, gerenciando orçamentos, criando e defendendo a estratégia de engenharia da organização, o planejamento de produtos e supervisionando a garantia de qualidade.

Os executivos nesses papéis também devem desenvolver padrões e procedimentos para garantir a qualidade; entender e colaborar em ciclos de vida completos de produtos; recomendar novas tecnologias, processos e políticas para melhorar os sprints e atender aos requisitos de entrega; e liderar os esforços da empresa no recrutamento, contratação e desenvolvimento de talentos de engenharia.

Vice-presidente de Tecnologia

Esse papel é semelhante ao do vice-presidente de TI. O vice-presidente de tecnologia é responsável por criar estratégias e planejar o futuro e a estratégia tecnológica de uma organização, bem como implementar novas tecnologias e manter os sistemas atuais. O VP de tecnologia também garante que as equipes estejam efetivamente suportando o máximo de tempo de atividade e estabilidade nos sistemas e redes de computadores da empresa. A essência do papel é a liderança em tecnologia, e o vice-presidente de TI deve usar tanto habilidades técnicas quanto habilidades técnicas - liderança, comunicação, negociação e análise - para liderar um negócio de tecnologia com sucesso.

Vice-presidente de gerenciamento de produtos

Embora os gerentes de produto em geral cuidem de produtos e linhas de produtos individuais, o VP de gerenciamento de produtos garante que a empresa como um todo esteja criando, enviando e oferecendo suporte aos produtos certos em todas as linhas. Eles funcionam como o gerente de produto de alto nível de toda a organização e devem representar o sucesso do produto e da empresa pensando de forma mais holística do que os líderes em engenharia, marketing, desenvolvimento e suporte.

Os vice-presidentes de gerenciamento de produtos ocupam um papel único e multifuncional que deve levar em conta as necessidades e prioridades de todos os departamentos que trabalham para levar o produto à realidade.