Home  >  Inovação

Quais os principais obstáculos para adoção de AI em empresas brasileiras?

Estudo do MIT Technology Review, encomendado pela Pure Storage, aponta os três principais desafios enfrentados pelas organizações

Da Redação

10/12/2018 às 18h59

Foto: Shutterstock

Ainda existem barreiras entre empresas e a adoção da inteligência artificial (AI, na sigla inglês) para colocar em prática iniciativas de inteligência de dados. Estudo da Pure Storage, conduzido pelo MIT Technology Review, aponta que os três principais desafios enfrentados pelas organizações na América Latina são: custo da tecnologia, envolvimento dos stakeholders e infraestrutura de dados.

Metade dos líderes empresariais (50%) acredita que o custo ou o orçamento é o maior desafio ao considerar tecnologias para um gerenciamento de dados aprimorado. Pode ser um dos desafios mais importantes no caminho para a adoção, mas é também um dos principais benefícios percebidos com AI.

O feedback foi coletado com mais de 2,3 mil líderes globais de negócios e de TI, sendo entre os entrevistados, líderes de quatro países da América Latina: Brasil, Argentina, México e Colômbia. No Brasil, participaram da pesquisa 149 tomadores de decisão.

Segundo o relatório, as três principais barreiras para a adoção da AI no Brasil são: custo e o orçamento, opinião de 38% dos entrevistados, sendo 12% menor do que a média na América Latina; Participação e o engajamento dos stakeholders, barreiras apontadas por 37% dos executivos; além de dificuldades de recursos e talentos, citados por 34% dos respondentes.

Criatividade

Dos líderes consultados no Brasil, 94% concordam que AI daria a eles mais tempo para pensar criativamente sobre os desafios dos negócios. Em termos de benefícios adicionais, 92% também concordam que poderiam desenvolver novas ofertas para os seus clientes, e 89% concordam que poderiam vender de forma mais eficaz aos seus clientes.

C&A

Paulo de Godoy, gerente geral de venda para a Pure Storage no Brasil, destaca que, dos entrevistados diretamente ligados a geração de dados, 92% dedicam mais tempo para gerar soluções criativas de acordo com os desafios de negócios futuros. "Pensando nisso, vemos que a adoção da AI para inteligência de dados parece ser a próxima geração de tecnologia mais alinhada com os cronogramas de negócios", comentou.

Possibilidades da inteligência artificial além da automação

O conceito da inteligência artificial para negócios já é familiar no mercado. Na verdade, o termo "AI" é tão amplo e abrangente que 73% dos entrevistados acreditam que já utilizavam esse termo de alguma forma. Entretanto, essa definição ampla pode estar impedindo a verdadeira compreensão do potencial da tecnologia. Nós a limitamos a robôs de bate-papo nas premissas e à robótica automotiva, sendo que esta tecnologia pode ser utilizada como uma ferramenta para desbloquear rapidamente uma poderosa inteligência de dados.

Ao aplicar a inteligência artificial à coleta, interpretação e execução de iniciativas de dados, as organizações podem desfrutar de uma infinidade de novas oportunidades de sucesso. A maior parte dos entrevistados (84%) disseram que entendem a vantagem competitiva que os dados podem fornecer e que consideraram a análise rápida e minuciosa como algo importante.