Home  >  Plataformas

Huawei e Xiaomi impulsionam vendas de smartphones. Samsung tem queda

Vendas mundiais de smartphones cresceram 1,4% no terceiro trimestre de 2018

Da Redação

07/12/2018 às 9h43

smartphone huawei
Foto: Shutterstock

As chinesas Huawei e Xiamoi foram as principais responsáveis por impulsionar as vendas globais de smartphones. Segundo dados do Gartner, no terceiro trimestre de 2018 (3T18), as vendas para usuários finais cresceram 1,4%, atingindo 389 milhões de unidades comercializadas.

Anshul Gupta, Diretor de Pesquisa do Gartner, comenta que, se tivéssemos retirado a Huawei e a Xiaomi da lista global de fabricantes de smartphones, as vendas de dispositivos móveis para usuários finais teriam declinado 5,2%. "Liderados por aparelhos de baixo preço, recursos de câmera aprimorados e telas de alta qualidade de resolução, os principais fabricantes chineses de telefones celulares aumentaram suas vendas nos mercados emergentes durante o terceiro trimestre desse ano", disse.

Enquanto as vendas de smartphones estão desacelerando para a maioria dos fabricantes de celulares, a Huawei viu a demanda por seus equipamentos crescer 43% no terceiro trimestre de 2018. A companhia continua sendo o fornecedor de celulares número 1 na China e está entre os três principais mercados europeus.

Gupta aponta que a diferença entre a Samsung e a Huawei continua encolhendo, com os chineses expandindo agressivamente seu espaço, investindo em branding e distribuição nos mercados emergentes do Oriente Médio, Ásia/Pacífico e África.

"A Huawei está posicionando seus smartphones da série Honor, com preços mais acessíveis, para impulsionar a mudança de perfil de vendas, trocando os feature phones para smartphones, nesses mercados."

Top 5 - Vendas de Smartphone no Mundo para Usuários Finais por Fabricante no 3T18 (em Milhares de Unidades):

5G

Samsung em queda

No terceiro trimestre de 2018, a Samsung experimentou seu maior declínio desde que o Gartner vem monitorando as vendas de smartphones em todo o mundo. As vendas de celulares inteligentes Samsung caíram 14% no período. Por isso, apesar de o Galaxy S9, S9 + e Note 9 da Samsung apresentarem bons números e terem ajudando a gerar demandas em 2018, os smartphones midtier e de entrada ainda continuam a enfrentar a concorrência das principais marcas chinesas, que aumentaram sua participação em mercados importantes, como a Índia e a região da Ásia/Pacífico.

Apple estável

O desempenho da Apple, por sua vez, ficou estável no terceiro trimestre de 2018 (crescimento de 0,7%).