Home  >  Plataformas

Embratel vence licitação de R$ 29,9 milhões para nuvem no Governo Federal

Empresa fornecerá fornecerá soluções de cloud, treinamentos e apoio técnico em iniciativa para ampliar a digitalização dos dados em 12 órgãos federais

Da Redação

04/12/2018 às 18h10

cloud computing
Foto: Shutterstock

A Embratel, por meio da Embratel Primesys, venceu licitação do Governo Federal para fornecer soluções de computação em nuvem para 12 órgãos.

São eles: o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; o Ministério da Fazenda; o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU); o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade); a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí; o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); a Escola de Administração Fazendária (ESAF); o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICM-Bio); a Escola Nacional de Administração Pública (Enap); a Polícia Rodoviária Federal e a Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF).

O contrato determina a provisão de serviços de computação em nuvem sob demanda, como o fornecimento de nuvem pública, pelo período de 30 meses, com possibilidade de ampliação para 60 meses. O valor da licitação atingiu R$ 29,9 milhões após disputa entre 12 licitantes, que reduziu o valor de referência do edital de R$ 71,4 milhões.

O acordo prevê ainda o desenvolvimento, manutenção e gestão de topologias de aplicações de Nuvem e a disponibilização continuada de recursos de Infraestrutura como Serviço (IaaS) e Plataforma como Serviço (PaaS) em Nuvem Pública.

Maria Teresa Azevedo Lima, Diretora Executiva para Governo da Embratel, comenta que a empresa possui ampla infraestrutura, capaz de atender todas as demandas tecnológicas do Governo Federal. "Estamos certos de que prestaremos serviços e forneceremos tecnologias de ponta para esses que estão entre os mais importantes órgãos governamentais”, disse a executiva, ressaltando a tradição da empresa no fornecimento de tecnologias e infraestrutura para armazenar os dados sensíveis e sigilosos do Poder Público.

O projeto reforça a atuação da Embratel como integradora de soluções digitais ao operar como broker de Nuvem Pública, realizando a intermediação entre o parceiro das tecnologias utilizadas e o Governo. Todas as Provas de Conceito (POCs) foram efetuadas com sucesso, reafirmando a aptidão da Embratel para atender às necessidades do projeto.