Home  >  Negócios

Cylance: o que a maior compra da sua história representa para a BlackBerry

Empresa reforça ofertas de segurança cibernética em seu portfólio de serviços corporativos

Da Redação

19/11/2018 às 13h02

Foto: Shutterstock

A fabricante de dispositivos BlackBerry anunciou na última sexta-feira (16/11) a maior aquisição da sua história. A companhia firmou um acordo de US$ 1,4 bilhão em dinheiro para compra da Cylance, empresa de segurança cibernética especializada em detecção de ameaças.

A aquisição reflete a estratégia adotada pelo CEO da BlackBerry, John Chen: uma mudança da venda de telefones celulares para focar na oferta de software e serviços corporativos. Ele divulgou a estratégia logo depois de se tornar CEO em 2013 e, três anos depois, a empresa parou de fabricar seus próprios telefones, embora continue a licenciar sua marca.

Chen disse em um comunicado que a adição da Cylance "complementaria imediatamente todo o nosso portfólio". Em particular, ele disse que o negócio, definido para funcionar como uma unidade independente, reforçaria o software de "gerenciamento unificado de endpoints" da BlackBerry, que ajuda empresas a gerenciar dispositivos e aplicações.

Com o Cylance, a BlackBerry está buscando uma fatia maior dos gastos com segurança da informação das empresas, mercado que o Gartner diz que valerá US$ 114 bilhões neste ano.

A BlackBerry está triplicando o valor pago pela ex-rival Good Technology, sua última maior aquisição, feita em 2015, e demonstra que a companhia está totalmente comprometida com a busca desse novo modelo de negócios - melhor exemplificado pelo BlackBerry Spark, uma plataforma está lançando como o tecido conjuntivo seguro para todos os tipos de dispositivos conectados.

A concorrência é grande, mas a BlackBerry está mostrando suas cartas. Resta saber quem vencerá o jogo.