Home  >  Carreira

CEO do Google Cloud deixa cargo e será substituída por ex-Oracle

Diane Greene deixa cargo após três anos. Empresa será comandada por Thomas Kurian

Da Redação

19/11/2018 às 16h45

Foto: Divulgação

Diane Greene, CEO do Google Cloud, deixará o cargo após três anos no comando da empresa.

A decisão foi anunciada pela própria executivaem um post no blog do serviço, em que os motivos da saída não ficam claros. Publicações especializadas, como o portal The Information, alegam crescentes tensões entre a CEO e outros executivos seniores do Google, diante de resultados abaixo dos esperados em um de seus mais importantes novos negócios do Google: os serviços IaaS.

A Amazon Web Services (AWS) controla 34% do mercado de serviços de infraestrutura em nuvem, de acordo com a Synergy Research. A Microsoft é a segunda com cerca de 15%, seguida pela IBM em terceiro e o Google em quarto, ambos com participação de mercado em um único dígito.

Quem assume

Nas palavras da própria CEO, seu sucessor, Thomas Kurian, é um respeitado tecnólogo e executivo, que ingressará na Google Cloud no dia 26 de novembro. "Sundar, Urs e eu entrevistamos Thomas e acredito que ele fará um ótimo trabalho ajudando para levar o Google Cloud ao próximo nível. Thomas tem 22 anos de experiência na Oracle - mais recentemente, ele foi presidente de desenvolvimento de produtos."

Atritos

A Alphabet estaria descontente com os lucros do mês passado. Vale lembrar que a empresa deu menos informações do que no passado sobre o tamanho e a taxa de crescimento da unidade de nuvem. O último dado concreto é de fevereiro, quando o CEO da Google Sundar Pichai disse aos analistas que o negócio total de nuvem, que inclui aplicativos para e-mail, processamento de texto e planilhas, bem como infraestrutura de nuvem pública, gerava mais de US $ 1 bilhão em receita por trimestre, baseado em dados disponíveis publicamente a partir de 2017.

google android

A CNBC lembra ainda que, no início deste ano, Diane enfrentou protestos internos e externos por causa de um controvertido contrato do Departamento de Defesa - apelidado de Project Maven - para analisar e interpretar vídeos de drones por meio da tecnologia de inteligência artificial. A notícia do acordo levou vários milhares de funcionários a assinar uma petição pedindo que Pichai mantivesse o Google fora do “negócio da guerra”, enquanto dezenas de pessoas renunciaram em protesto.

O fato é que os desafios de Diane à frente da Google Cloud sempre foram gigantescos, a começar por mudanças culturais internas. A Google sempre foi uma empresa voltada para o consumidor, voltada para a engenharia, com algumas das maiores margens de lucro em tecnologia, mas sempre incapaz de abarcar totalmente a realidade de vender para o mercado corporativo.

No texto em primeira pessoa no qual informa a sua saída da empresa, Diane diz que seu maior orgulho nesses três anos foi a formação de uma a equipe fenomenal, e de como essa equipe construiu soluções para atender o mercado corporativo. "Mudamos o Google Cloud de ter apenas dois clientes significativos e uma coleção de startups para ter as principais empresas da Fortune 1000 apostando seu futuro no Google Cloud, algo que devemos aceitar como um grande elogio e também uma grande responsabilidade", escreveu.  .

"Quando essa jornada começou, algumas pessoas disseram que o Google tinha uma ótima tecnologia, mas não sabiam se os clientes confiariam no Google como parceiro corporativo. No nosso recente evento Google Cloud Next em São Francisco, tivemos mais de 23 mil participantes, representando um crescimento de 10x em 2016. Com quase 300 clientes falando sobre como o Google Cloud está ajudando a transformar seus negócios, ninguém questionou nossa seriedade ou nossas habilidades". completou.

Diane usa o post para agradecer sua equipe, informar que até janeiro de 2019 continuará trabalhando com Thomas para garantir uma transição suave e que permanecerá no conselho da Alphabet.

“Em poucos anos, sob a liderança de Diane, a Cloud tornou-se um negócio incrível baseado nas décadas de investimento do Google em infraestrutura, segurança de dados e inteligência artificial. Hoje, esses investimentos estão disponíveis para todos e realmente mudam a forma como as pessoas trabalham. Tenho profundo apreço por tudo o que a Diane fez e estou super feliz por continuarmos a beneficiar da sua sabedoria ao continuar a servir no nosso Conselho de Administração", disse o CEO  Sundar Pichai.

Thomas Kurian

"Estou entusiasmado por me juntar à fantástica equipe do Google Cloud neste momento importante e promissor. Aguardo com expectativa o sucesso dos últimos anos ao entrar na sua próxima fase de crescimento". afirmou Thomas Kurian.