Home  >  Plataformas

LTM investe em projetos de AI com IBM Watson e Microsoft

Empresa cria novas funcionalidades e redesenha o modelo de marketplace para resgate de prêmios dos programas de fidelidade

Da Redação

16/11/2018 às 18h18

Inteligencia artificial
Foto: Shutterstock

A LTM, empresa de gestão de programas de fidelidade, está desenvolvendo um projeto de atendimento via chatbot e outras funcionalidades que estarão disponíveis aos mais de 20 milhões de usuários do marketplace. A companhia já investiu R$ 5 milhões visando melhorar a experiência dos clientes nos programas de fidelização, em estratégia que faz parte dos planos da empresa de aumentar o faturamento em 50% até 2020 por meio de aquisições e novas ofertas de produtos.

A integração da plataforma para resgate de prêmios foi desenvolvida com a tecnologia Watson, plataforma de computação cognitiva da IBM.

Emerson Moreira, CEO da LTM, destaca que a empresa está dedicada no redesenho do marketplace ancorado no pilar da experiência do usuário por meio do uso de big data e inteligência artificial. Para o executivo, o mercado de loyalty no Brasil passa por uma transformação digital que se reflete em ofertas cada vez mais customizadas e únicas.

"É preciso estar atento e acompanhar de perto a jornada de consumo dos usuários. Qualquer ação que traga engajamento e respostas mais positivas pode ser um diferencial competitivo para empresas de todos os portes", comentou Moreira.

Ainda, a empresa espera que a utilização do chatbot também diminua custos operacionais, já que a equipe responsável por interagir nos canais digitais poderá, a partir da implementação do Watson, realizar outras atividades dentro do departamento de atendimento ao cliente da empresa. O atendimento eletrônico responderá a diversos tipos de chamados como consulta de saldo, status e tracking de pedidos, dúvidas sobre as regras de campanhas, entre outros.

Vitrine inteligente

Com uma gestão de ciência de dados e arquitetura de software, a LTM também está modernizando o seu marketplace por meio da solução de Data Lake desenvolvida pela Microsoft, que concentra dados de diferentes aplicações. Com a tecnologia de machine learning, a vitrine inteligente irá direcionar sugestões de produtos baseados em informações do perfil e comportamento de consumo dos usuários individualmente, melhorando a experiência de compra do participante e trazendo mais resultado para os parceiros comerciais.