Home  >  Plataformas

Cisco e AWS simplificam desenvolvimento de apps em nuvem híbrida

Foco da parceria entre as empresas é facilitar gerenciamento e desenvolvimento de aplicativos em container com base no Kubernetes

Michael Cooney | Network World (EUA)

10/11/2018 às 10h01

container
Foto: Shutterstock

Em breve, Cisco e Amazon Web Services (AWS) oferecerão aos clientes corporativos uma plataforma integrada que promete ajudá-los a criar, proteger e conectar mais facilmente os clusters Kubernetes em data centers privados e na nuvem AWS.

O novo pacote, chamado Cisco Hybrid Solution para Kubernetes na AWS, combina tecnologias Cisco, AWS e de open source para simplificar a complexidade e ajuda a eliminar desafios para clientes que usam o Kubernetes para permitir a implantação de aplicativos on premise e na nuvem da AWS de maneira segura e consistente.

"A parceria da Amazon com a Cisco significa mais integração entre linhas de produtos da AWS e da Cisco, reduzindo os custos de integração, principalmente nas frentes de segurança e gerenciamento de clientes comuns", disse Stephen Elliot, vice-presidente de programa do IDC.

Em uma postagem no blog descrevendo os detalhes técnicos do novo pacote, Reinhardt Quelle, arquiteto-chefe do CPSG da Cisco, disse que a solução híbrida integra Cisco Container Platform (CCP) e Amazon Elastic Container Service para Kubernetes (EKS) funciona para que os clientes possam provisionar clusters -premises e em EKS na nuvem. A Cisco apresentou seu CCP baseado em Kubernetes em janeiro e disse que permite a implementação de autoatendimento e o gerenciamento de clusters de containers.

Nesse caso, a CCP usa a autenticação AWS Identity and Access Management (IAM) para criar a Virtual Private Cloud (VPC), instrui a EKS a criar um novo cluster e, em seguida, configura os nós de trabalho nesse cluster, de acordo com Quelle.

A Cisco disse que o IAM está integrado como um mecanismo comum de autenticação, de modo que o administrador do cluster pode aplicar as mesmas políticas de controle de acesso baseadas em funções em ambos os ambientes. Eles são integrados ao Amazon Elastic Container Registry, fornecendo um repositório único e seguro para todas as imagens de contêiner.

linguagem de programação C

Outras opções de segurança da Cisco podem ser adicionadas ao sistema. Por exemplo, o Cisco’s Services Router CSR 1000v pode ser usado para fornecer uma variedade de opções de conectividade segura entre serviços hospedados na nuvem e no local.

"Mais clientes operam containeres na AWS e na Kubernetes na AWS do que em qualquer outro lugar. Nossos clientes querem soluções projetadas para a nuvem e a integração da Cisco com o Amazon EKS facilitará a implementação e a execução rápida de aplicativos em container nos ambientes locais baseados na Cisco e na nuvem da AWS”, disse Terry Wise, vice-presidente global de canais e alianças da AWS.

Para a Cisco, o anúncio amplia sua estratégia de oferecer tecnologias que ajudam a habilitar ambientes de nuvem dentro e ao redor do data center. Por exemplo, a empresa anunciou recentemente que sua Plataforma de Container funcionará com o SAP Data Hub para integrar grandes conjuntos de dados que podem estar em nuvens públicas, como Amazon Web Services, Hadoop, Microsoft ou Google, e integrá-los a aplicativos privados de nuvem ou corporativos.

“A Cisco está realmente concentrada em ajudar seus clientes a entender onde ela se encaixa no mundo de várias nuvens. Quase todas as contas corporativas da Cisco e da AWS usam o Kubernetes. Esta é uma grande âncora para ajudar os clientes a navegar pelas complexidades das implantações do Kubernetes, resolvendo alguns dos desafios comuns de gerenciamento e segurança”, comenta Elliot.

O Kubernetes, originalmente projetado pelo Google, é um sistema baseado em código aberto para desenvolvimento e orquestração de aplicativos em container. Os containers podem ser implantados em vários hosts de servidor e a orquestração do Kubernetes permite que os clientes criem serviços de aplicativos que abrangem vários containers, os planejem contêineres em um cluster, os escalem e gerenciem a sua integridade.

Como a tecnologia ainda é relativamente nova, a Cisco diz que as organizações ainda são desafiadas a utilizar o Kubernetes com eficiência e confiança, à medida que modernizam os aplicativos herdados e desenvolvem novos aplicativos na nuvem.

O maior desafio para a Cisco é expandir sua presença em novos centros de compras dentro da TI, principalmente desenvolvedores. “A AWS tem uma forte presença de desenvolvedor, a Cisco (e seus canais) geralmente não. Alcançar este público espinhoso não é impossível, mas difícil de fazer. Eles precisarão investir em treinamento e marketing de vendas. A boa notícia é que estamos ampliando nosso alcance em novos centros de compras de TI nos últimos cinco anos”, disse Elliot.

A solução híbrida da Cisco para Kubernetes na AWS estará disponível em dezembro de 2018. Ela será oferecida como uma solução de software que exige apenas o Cisco Container Platform ou um pacote de hardware/software com o Cisco Container Platform em execução no Cisco HyperFlex.

 

Fonte: