Home  >  Negócios

Fabricantes Android agora precisam pagar US$ 40 para incluir apps do Google

Taxa confidencial começaria a ser cobrada em fevereiro de 2019, informa portal

Da Redação

23/10/2018 às 11h35

google Android
Foto: Shutterstock

Empresas fabricantes de aparelhos com o sistema operacional Android na Europa a partir de agora precisarão pagar até US$ 40 por dispositivo para poder incluir aplicativos do Google em seus smartphones, segundo informações do portal The Verge. De acordo com a reportagem, que informa ter tido acesso a documentos confidenciais sobre o assunto, essa taxa confidencial começaria a ser cobrada pela gigante de buscas no “velho continente” em fevereiro de 2019.

O valor em questão é referente à instalação do pacote de aplicativos chamado de Google Mobile Services, que inclui a loja Play Store e outros serviços da companhia, e tem ligação com uma nova regulamentação da Comissão Europeia, que impede a gigante de buscas de exigir que as fabricantes incluam o Chrome e o seu buscador com os seus outros apps Android.

Essa decisão da CE, que também multou o Google em 4,3 bilhões de euros por prática antitruste, não exige que a empresa de Mountain View cobre taxas de licenciamento das fabricantes, mas separe o seu tradicional pacote de aplicativos, conforme o The Verge. "O Google usou o Android como um veículo para consolidar a posição dominante de seu motor de busca. Essas práticas (...) privaram os consumidores europeus das vantagens de uma concorrência efetiva", alegou Margrethe Vestager, comissária europeia de Concorrência. O sistema operacional é líder global, sendo usado por cerca de 80% de smartphones em todo mundo.

Vale destacar que essa taxa pode variar de acordo com país e modelo do smartphone (com base na quantidade de pixels por polegadas, no segundo quesito). Locais como Reino Unido, Alemanha, Holanda, Suécia e Noruega, por exemplo, teriam de pagar o valor mais alto, que seria de 40 dólares por aparelho no caso de dispositivos com densidade de 500 pixels por polegadas (ppi). O preço cairia para 20 dólares por aparelho em dispositivos com 400 a 500 ppi, aponta o texto.

No entanto, de acordo com o The Verge, as fabricantes talvez não tenham de arcar com esses custos. Isso porque o Google ofereceu acordos secretos para cobrir esse valor de licenciamento, de forma parcial ou total, para as empresas que instalarem o navegador Chrome e o buscador do Google nos aparelhos.

Tags