Home  >  Carreira

Transformação digital faz sentido alinhada à transformação cultural

O que sempre será fundamental para o sucesso de qualquer organização é o funcionário

Antônio Júnior*

20/10/2018 às 14h42

tecnologia educação
Foto: Shutterstock

Em uma recente publicação sob o título de It’s Not a Digital Transformation without a Digital Culture, o Boston Consulting Group declarou que “como qualquer transformação importante, a transformação digital exige introduzir uma cultura que apoie a mudança e, ao mesmo tempo, englobe a estratégia de negócios da empresa”. À medida que as organizações vão seguindo rumo à transformação digital, a prioridade é dada principalmente à tecnologia e aos processos que a suportam. Porém, ainda que com a melhor das intenções, trabalhar esses dois elementos isoladamente dificilmente trará sucesso. E esse fato, em muitos casos, é negligenciado no contexto de uma estratégia global de transformação digital.

Geralmente, o foco desse processo é se afastar dos sistemas legados e de processos de negócios que impedem a inovação, a velocidade e a agilidade, quando estes são, de fato, os principais motivadores da mudança. No entanto, o que sempre será fundamental para o sucesso de qualquer organização é o funcionário. Adotar novas tecnologias e acompanhar o ritmo do cenário digital não é suficiente, quando as formas tradicionais de trabalho continuam incompatíveis com a cultura da organização. A empresa deve investir tempo para integrar as pessoas nessa jornada, ao implementar uma cultura associada que se concentre em capacitá-las para serem criativos, colaborativos e, principalmente, bem-sucedidos nesse novo ambiente.

Os resultados de um recente projeto catalisador, executado pelo TM Fórum, classifica a cultura como um dos principais impulsionadores do sucesso da transformação digital e define que o alinhamento de liderança e de funções são etapas as quais precisam ter uma linguagem simples para mobilizar as pessoas certas no momento certo, promovendo um ambiente em que todos são capacitados. Juntamente com a transformação do processo e das tecnologias que suportam o negócio, é essencial que a organização implemente e tenha uma filosofia ligada à mudança e forneça às pessoas as ferramentas para apoiá-las.

Embora mudar a cultura de uma empresa não seja fácil, com objetivos claros e uma metodologia consistente, esse processo pode se tornar possível. A chave para perceber os benefícios que tanto a adoção quanto a incorporação de uma transformação digital trazem, é começar por articular, de maneira objetiva e concisa, o que precisa mudar. A partir desse ponto, uma avaliação da cultura organizacional atual em relação ao que se quer atingir, fornecerá uma visão dos gaps relevantes e como eles podem ser solucionados. Essas atividades isoladas não irão funcionar. Nesse sentido, manter os funcionários engajados ao longo da jornada é crucial.

A criação de um ambiente em que as pessoas são encorajadas a pensar criativamente e a desafiar as normas da Indústria, além de se sentirem estimuladas para ter esses comportamentos, trará recompensas a longo prazo. Lições aprendidas com as empresas de telecomunicações, que estão progredindo no caminho para o digital, apoiam esse método sobre ter um programa autêntico que abranja todas as áreas da organização, acrescentando credibilidade e atuando como uma espécie de bandeira a qual as pessoas devem seguir.

Por mais essencial que a tecnologia seja, saber para onde você está indo é a chave para uma execução eficaz.

*Antônio Júnior é VP da área Comercial e Marketing da Openet no Brasil