Home  >  Carreira

O lado humano da tecnologia

Departamentos de RH já perceberam que a tecnologia pode contribuir para a melhoria dos índices de atração, retenção e qualificação de suas equipes

Susanne Andrade*

16/10/2018 às 9h45

robô - empresa
Foto: Shutterstock

Não é somente de sistemas, equipamentos e integração entre máquina e ser humano que vivem as empresas de Tecnologia da Informação. Conectar-se com o time e tornar o ambiente de trabalho mais interativo deixa as empresas mais humanizadas e, consequentemente, ajuda a serem mais competitivas e a atingirem melhor desempenho.

Os padrões dentro das empresas mudaram muito com a chegada da tecnologia, e sabemos que não vão parar por aí. A cada dia uma nova ferramenta e uma tecnologia inovadora surgem no mercado para revolucionar a forma como atuávamos em determinada atividade. Prova disso é o uso da inteligência artificial dentro das empresas, que já é uma realidade e pode mudar a forma de as pessoas e o setor de recursos humanos agirem no mundo corporativo.

Os departamentos de RH já perceberam que a tecnologia pode contribuir para a melhoria dos índices de atração, retenção e qualificação de suas equipes, por isso, começaram a dar mais atenção para esses aspectos.

Gestão humanizada

Hoje muitas empresas têm investido na valorização da gestão para melhorar o ambiente de trabalho e a qualidade de vida de seus colaboradores. Afinal, um funcionário feliz tem melhor performance, tornando o seu meio mais agradável e transmitindo o seu bem-estar para toda a equipe, contagiando todo o ambiente.

Um estudo da Universidade da Califórnia apontou que um trabalhador feliz é, em média, 31% mais produtivo do que os demais. O mesmo levantamento constatou que as vendas desses profissionais são 37% mais elevadas, e sua criatividade é três vezes maior do que funcionários que não são felizes no trabalho.

Mas contar com profissionais satisfeitos e atingir a excelência na gestão da equipe só é possível se a diretoria e a equipe estiverem em total sintonia.

Principalmente na área de TI, onde a rotatividade tende a ser alta, atrair novos talentos e mantê-los na empresa é uma tarefa que exige bastante dedicação.

E como é possível manter bons profissionais na sua empresa, e deixar o clima mais agradável e interessante para todos? Oferecer um bom plano de carreira, programas de desenvolvimento e benefícios são aspectos positivos e que merecem ser considerados. No entanto, mais do que oferecer benefícios para cada um dos colaboradores, é preciso ouvi-los.

Jovens buscam empresas diferenciadas

As gerações mais novas, que estão chegando ao mercado de trabalho, são as mais vorazes por conhecimento, por fazerem a diferença no mundo e por trabalharem por prazer, e não simplesmente por um bom salário.

Muito jovens, por exemplo, topam facilmente deixar uma companhia multinacional que lhe paga um bom salário e lhe garante uma série de benefícios por uma startup que está iniciando suas atividades, mas que tem um projeto inovador para ajudar o meio ambiente.

As novas gerações estão percebendo a importância de se trabalhar com aquilo que realmente gosta, e valorizar as empresas que têm valores alinhados aos seus. As companhias que estão atentas a este movimento e investem em boa gestão e na valorização de suas equipes - principalmente em um bom ambiente de trabalho- já começaram a colher bons frutos. Aderir ao movimento só lhe trará bons resultados!

*Susanne Andrade é autora dos best-sellers “O Poder da Simplicidade no Mundo Ágil”, recém-lançado pela Ed. Gente, e “O Segredo do Sucesso é Ser Humano”. É coach, palestrante e professora de cursos de MBA da Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP) em disciplinas sobre carreira, coaching e liderança. Também é sócia-diretora da A&B Consultoria e Desenvolvimento Humano, empresa que criou o “Modelo Ágil Comportamental”