Home  >  Negócios

Google desiste de licitação bilionária de cloud do Pentágono

Gigante de buscas diz que acordo não está em linha com diretrizes de ética da empresa

Da Redação

10/10/2018 às 13h47

pentagono
Foto: Shutterstock

A Alphabet - dona do Google - anunciou que está fora da disputa da licitação para um grande contrato de computação em nuvem do Pentágono - sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, localizado em Washington, DC, que pode chegar ao valor de US$ 10 bilhões

Segundo a empresa, as novas diretrizes éticas da empresa não se alinham ao projeto. O Google afirmou em comunicado que "não poderíamos ter certeza de que [o acordo] se alinharia aos nossos princípios de inteligência artificial e segundo, determinamos que havia partes do contrato que estavam fora do escopo das certificações atuais do governo."

Os princípios, segundo a gigante de buscas, impedem o uso do software de inteligência artificial do Google em armas, bem como serviços que violam as normas internacionais de vigilância e direitos humanos.

O Google foi provisoriamente certificado em março deste ano para lidar com dados do governo dos EUA com segurança "moderada", mas a Amazon e a Microsoft têm acordos maiores.

O Google, no entanto, estava ansiando pelo acordo, na esperança de que o contrato anual de US$ 10 bilhões pudesse dar um impulso gigantesco ao seu negócio emergente de nuvem e alcançar os dois principais concorrentes de cloud.