Home  >  Negócios

Fundador do Alibaba acredita que apenas 1% do comércio mundial será offline no futuro

Jack Ma também alertou sobre a guerra comercial que escala entre EUA e a China: afetará muitos dos pequenos negócios no mundo

Redação

04/10/2018 às 18h10

Foto: shutterstock

Jack Ma, cofundador da gigante do varejo online Alibaba, acredita que em 30 anos o comércio mundial acontecerá, em sua quase totalidade na internet - apenas 1% dele se dará offline. O homem mais rico da China participou de evento na Organização Mundial do Comércio, realizado em Genebra, na última terça-feira (02). As informações são do Estadão.

O empresário construiu um império que transborda um dos sites mais populares do comércio chinês, o Aliexpress, e hoje oferece produtos de pagamento eletrônico e até mesmo hardware alimentado com inteligência artificial, uma espécie de Google Home da China, no caso a assistente Mall Genie.

Para Ma, não somente o comércio será diferente em 30 anos, como toda a infraestrutura que o alimenta - transporte em contêineres e manufaturas não serão mais limitados a sua origem de produção e eles não irão gerar mais empregos, uma vez que realizados por robôs. "Não haverá Made in Germany ou Made in China. Haverá apenas Made in Internet", disse Ma em sua palaesta, conforme reportado pelo Estadão. Em sua visão, os empresários de futuras gerações não terão opção a não ser pensar globalizado desde o início.

Ma também alertou sobre a guerra comercial que está escalando entre os Estados Unidos e a China. Será severa e longa, em sua visão destruirá não apenas o comércio entre as duas potências, como muitos dos pequenos negócios. "Essa coisa pode durar por 20 anos, infelizmente", disse o empresário conforme reportou a Bloomberg.