Home  >  Negócios

E-commerce: faturamento na Black Friday deve chegar a R$ 2,43 bi

Expectativa é de crescimento de 15% com relação a 2017 e mais de 4 milhões de pedidos online

Da Redação

02/10/2018 às 13h19

Foto: Shutterstock

O comércio eletrônico brasileiro deve faturar R$ 2,43 bilhões durante a Black Friday em 2018, alta de 15% na comparação com o ano passado. É o que aponta a estimativa da Ebit|Nielsen, que mostra também que o número de pedidos pode registrar uma expansão de 6,4%, indo de 3,76 milhões para 4 milhões, enquanto ticket médio de R$ 607,5, alta de 8%.

A Black Friday, que neste ano será realizada em 23 de novembro, vai atrair o interesse de 88,6% dos e-consumidores, que afirmam ter intenção de comprar na ocasião - alta de cerca de oito pontos percentuais com relação à pesquisa de expectativa de consumo realizada no ano passado.

O e-commerce continua como o principal canal de venda durante a data. Em 2017, 52% das pessoas entrevistadas fizeram suas compras em uma loja online e 57% delas pesquisaram os produtos de interesse online antes de concluir a aquisição.

Credibilidade

A credibilidade da data é outro ponto que está crescendo ao longo dos anos. Conforme levantamento, o número de pessoas que não pretendem comprar durante a Black Friday - por não confiar que existam descontos de fato, diminuiu de 38% em 2017 para 35%.

“O cenário é um reflexo de todo trabalho e repercussão positiva das últimas edições. As lojas também são fortemente impactadas por esse mérito e precisam zelar por sua reputação no mercado. Para 39% dos consumidores, confiança na marca é determinante na escolha, seguido de menor prazo de entrega, citado por 28% das pessoas”, afirma Keine Monteiro, head de inteligência e operações da Nielsen.

As dez categorias mais desejadas pelo e-consumidor na Black Friday são:

1) Eletrônicos

2) Eletrodomésticos

3) Smartphones

4) Informática

5) Moda e acessórios

6) Cosméticos e perfumaria

7) Casa e decoração

8) Livros

9) Brinquedos e games

10) Esporte e Lazer

Metodologia

A Ebit|Nielsen apurou 3013 amostras entre os dias 25 de julho e 14 de agosto de 2018. O questionário foi estruturado por meio da pesquisa online do painel Ebit e teve como universo os consumidores que pretendem comprar on-line nos próximos seis meses.