Home  >  Plataformas

Criador da web quer devolver controle sobre dados aos usuários

Chamada de Solid, plataforma open-source revelada por Tim Berners-Lee quer reverter estado atual da Internet

Da Redação

02/10/2018 às 15h03

Foto: Shutterstock

O criador da World Wide Web, Tim Berners-Lee, anunciou no último final de semana uma nova iniciativa para descentralizar a web e devolver aos usuários o controle sobre seus dados. Chamado de Solid, o projeto foi revelado pelo pesquisador britânico em um extenso post publicado no Medium em 29/9, intitulado “One Small Step for the Web...” (“Um Pequeno Passo para a Web...”).

“Sempre acreditei que a web é para todos. É por isso que eu e outros lutamos ferozmente para protegê-la. As mudanças que conseguimos realizar criaram um mundo melhor e mais conectado. Mas para todas as coisas boas que alcançamos, a web evoluiu para um mecanismo de desigualdade e divisão; empunhada por forças poderosas que a utilizam para as suas próprias agendas. Hoje, acredito que atingimos um ponto de inflexão crítico, e que uma mudança poderosa para melhor é possível – e necessária”, afirma Berners-Lee no texto em questão.

Entre outras coisas, o britânico revela que vem trabalhando no Solid há alguns anos em parceria com pesquisadores do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e outros lugares do mundo e que a iniciativa é guiada pelo princípio do “empoderamento pessoal por meio dos dados”.

Criada a partir da web existente, a nova plataforma open-source promete dar aos usuários a escolhe sobre onde os seus dados são armazenados, quem pode acessá-lo, e quais apps você usa. “Ela permite que você, sua família e colegas conectem e compartilhem dados com qualquer pessoa. Ela permite que as pessoas olhem para os mesmos dados com apps diferentes ao mesmo tempo”, afirma Berners-Lee.

Privacidade

A principal promessa do ecossistema é permitir que os usuários decidam onde armazenarão os seus dados, incluindo fotos, contatos, comentários em sites, entre outras coisas. Todas essas informações serão armazenadas no Solid POD de cada usuário, que é definido como um ‘pendrive seguro para a web’.

“Esse Solid POD pode ficar na sua casa ou local de trabalho, ou com um provedor on-line Solid POD de sua escolha. Uma vez que você é dono dos seus dados, você é livre para movê-los a qualquer momento, sem interrupção de serviço”, afirma a seção ‘Como Funciona’ da nova plataforma.

Apps

Além de proteger a privacidade dos usuários, a novidade também é ótima para desenvolvedores, segundo a página. Não por acaso, há uma seção voltada para desenvolvedores no site do Solid, em que é dito que eles “serão empoderados a criar novos aplicativos inovadores com capacidades únicas e valiosas”.

Conforme a área em questão, a primeira leva de aplicativos Solid já está sendo desenvolvida e há inclusive uma seção do projeto no repositório on-line GitHub.