Home  >  Segurança

Falhas de IoT afetam 64% dos usuários, mostra estudo

Segundo pesquisa da Dynatrace, 72% dos consumidores dizem que panes em software em algumas aplicações de IoT podem causar sérios prejuízos

Da Redação

28/08/2018 às 10h48

IoT
Foto: Shutterstock

Segurança é item constante nas listas de preocupações de usuários com a internet das coisas (IoT). Estudo da Dynatrace mediu a confiança do consumidor com IoT e comprovou a tese: em média, usuários vivenciam problemas de performance digital 1.5 todos os dias e 62% dos entrevistados temem que a quantidade e frequência dos problemas aumente devido ao crescimento da IoT.

Em todo o mundo, 52% de usuários de tecnologia utilizam dispositivos de IoT, mas 64% desse universo já enfrentaram dificuldades de performance, de acordo com uma pesquisa global com 10 mil consumidores.

Para organizações que desenvolvem estratégias voltadas para IoT, esses resultados indicam uma necessidade crítica para dominar duas situações. O estudo aponta que, primeiramente, a progressiva complexidade de TI, graças a novas tecnologias de cloud, microsserviços e a pressão para inovar rapidamente. Em segundo lugar, há a necessidade de adotar estratégias bem planejadas para o monitoramento e performance de IoT e garantir a entrega de aplicações sólidas e uma experiência digital de excelente padrão.

Dave Anderson, especialista em performance digital, apresenta considerações e as mudanças que esse novo cenário apresenta para as organizações. “A cadeia de entrega por trás de cada dispositivo conectado é extremamente complexa. Companhias já estão tendo dificuldades com a complexidade da Cloud, mas, no caso de IoT, isso é amplificado para sensores, massas de dados novos e dinâmicas cargas de trabalho em Contêineres.

IoT a caminho

As falhas em performance digital já vivenciadas por consumidores com a tecnologia do dia a dia estão potencialmente os distanciando de outros usos da IoT. Segundo o levantamento, 85% dos entrevistados afirmam se preocupar com o possível mal funcionamento de carros autônomos – que pode resultar em colisões em alta velocidade. Mais receosos ainda, 72% dos consultados temem que falhas envolvendo carros auto-dirigíveis provoquem ferimentos fatais. Além disso, 84% dos consumidores dizem que não utilizariam um veículo auto-dirigível por causa do receio com panes.

“A realidade é que falhas de IoT podem ser fatais. Consumidores estão compreensivelmente preocupados e é por isso que será importante as indústrias demonstrarem que estão adotando novas e robustas abordagens para garantir que sistemas não comprometam nossa segurança”, acrescenta Anderson.

Metodologia

O relatório divulgado, encomendado pela Dynatrace, é baseado em uma pesquisa online conduzida pela Opinium Research com 10 mil entrevistados (2 mil no Reino Unido; 2 mil nos Estados Unidos e 1 mil no Brasil, França, Alemanha, Austrália, Cingapura e China, respectivamente. A pesquisa inclui respostas de 4.796 homens e 5.206 mulheres agrupadas por faixa etária (18-34, 35-54 e 55+).

Deixe uma resposta