Home  >  Negócios

Microsoft é investigada por caso de corrupção na Hungria

Segundo jornal, empresa vende software para empresas intermediárias com desconto e essas companhias repassam ao governo com preço normal e propina

Da Redação

24/08/2018 às 14h01

Microsoft
Foto: Shutterstock

A Microsoft está sendo investigada por um possível caso de suborno e corrupção na venda de software na Hungria.

O caso está sendo liderado por autoridades do Departamento de Justiça e da Comissão de Valores Imobiliários dos EUA, segundo informações do Wall Street Journal.

Segundo a investigação, a Microsoft teria vendido software para empresas intermediárias com desconto. Essas companhias fariam a revenda das soluções para o governo com preço normal, utilizando a diferença para pagamento de propina a funcionários do governo.

De acordo com o jornal norte-americano, o esquema envolve inclusive Istvan Papp, country manager da Microsoft na Hungria.

Autoridades dos EUA têm autoridade para investigar pagamentos a governos e funcionários de outros países por empresas norte-americanas sob a Lei de Práticas de Corrupção no Exterior (FCPA) de 1977. A lei proíbe o suborno e permite o processo por corrupção, onde quer que ocorra.

Um porta-voz da Microsoft disse ao portal da revista Fortune que tomou conhecimento em 2014 de "potencial delito" em sua subsidiária húngara, e que a empresa rapidamente buscou uma investigação interna. "Demitimos quatro funcionários e encerramos nossos negócios com quatro sócios, e nos defendemos contra as ações judiciais que eles levantaram como resultado", disse o porta-voz.

Segundo o porta-voz, em 2014 a Microsoft reformulou a forma como lidou com os descontos e divulgou mais informações sobre eles para os clientes do governo. "Isso exige que os parceiros repassem os descontos para esses clientes e garante uma confirmação formal do cliente de que eles estão cientes do desconto", disse, à Fortune.

A empresa também afirma que exige o cumprimento de contratos para ambas as leis dos EUA e locais, e adicionou tecnologia baseada em inteligência artificial para ajudar a identificar os riscos de conformidade.

Tags

Deixe uma resposta