Home  >  Carreira

5 dicas para se inspirar no game Fortnite e conquistar uma vaga de trainee

Page Talent analisa como o novo fenômeno dos jogos eletrônicos aborda criatividade, audácia, investimento pessoal e adaptação ao inesperado

Da Redação

23/08/2018 às 10h43

Foto: Shutterstock

É recém-formado e está em busca de uma vaga de trainee? Neste momento de muita concorrência, é preciso se apegar às táticas que encontrar. Uma delas pode estar onde menos esperamos, neste caso, no jogo eletrônico Fortnite.

Desafios fora da curva, criatividade testada a todo momento e uma desejável capacidade de adaptação natural e descomplicada. Por que essas habilidades ajudam no desempenho de programas de trainee e no Fortnite, nova senasação entre os jovens?

Ricardo Haag, diretor da Page Talent, unidade de negócios da Page Personnel dedicada ao recrutamento de estagiários e trainees, parte do PageGroup no Brasil, explica que é simples.

"Os jovens selecionados pelas empresas para os programas de trainees devem buscar autodesenvolvimento constante, sempre conectados às exigências da companhia. Na jornada virtual do Fortnite a premissa é a mesma. Aliás, é importante dizer: o game já foi explorado por mais de 125 milhões de pessoas no mundo e arrecadou mais de US$ 1,2 bilhão, ou seja, é um novo símbolo da cultura pop. Games podem oferecer lições para a vida real", destacou.

Haag listou cinco dicas, orientadas para a grande temporada de programas de trainee no país. Confira:

1. Encarar o autodesenvolvimento como estratégia

“No game Fortnite só é possível vencer quando o jogador não apenas cumpre os desafios com bom desempenho, mas o faz de forma estratégica. Na vida profissional é possível ser competente e produtivo, sem necessariamente cuidar do autodesenvolvimento. O exemplo do jogo é perfeito: colocando no plano estratégico, o jovem deve viver a experiência do trainee como uma academia para a vida, mesmo que ele não seja integrado ao final do período, quando voltar ao mercado, terá a noção exata do que é necessário para trilhar um caminho rumo às posições de liderança.”

2. Lutar para melhorar a sua versão atual

“Na prática, é preciso não apenas ampliar as habilidades, mas mudar de estágio profissional, ou seja, tornar-se mais completo. O programa de trainee oferece a chance de aprender tarefas que talvez não sejam o foco para o futuro, mas que certamente tornarão o jovem mais maduro, versátil e valioso para os negócios da companhia. O jogo mostra que é preciso buscar novas versões de si próprio para chegar mais longe. Na vida real isso nem sempre é tão acessível, mas lutar para melhorar a nossa versão atual é algo que pode sim se concretizar, mas não depende apenas de estratégia, isso exige esforço pessoal, emocional e desejo de crescimento.”

3. Investir na expansão de habilidades: livros, cursos on-line etc

“Nem sempre o jovem utiliza o seu salário – ainda que seja um valor mais modesto em relação ao que ele mesmo conseguirá num horizonte futuro - para se tornar um profissional mais completo. Portanto, é crucial investir em livros, cursos presenciais e online, certificações, experiências como workshops, oficinas de aprendizado, contato mais próximo com profissionais consagrados da área (isso pode ser feito em eventos, por exemplo). É importante reservar uma parte das finanças pessoas para investir nisso, ainda mais no início de carreira, onde o orçamento pode ser mais bem alocado. No game, a trama exige que os jogadores comprem itens específicos para a melhoria de performance. Eu acredito que essa analogia seja perfeita para a carreira. Aqui mora um segredo: o jovem que sabe destinar parte dos recursos e da sua energia para investir em conhecimento, certamente chegará mais longe.”

4. Mapear o ambiente de trabalho de forma mais leve e agradável

“Em quais setores eu me sinto melhor? Em quais tarefas eu me realizo? Que tipo de exigência é realmente pesada para mim neste momento? Eu estou me comunicando de forma correta dentro da empresa? Esse mapa de oportunidades e desafios parece simples, mas quase nunca é materializado. O Fortnite é um exemplo perfeito de jogo que nos estimula a mapear situações. Os jovens que trouxerem isso para a carreira, indiscutivelmente, vão amadurecer mais rápido. Outro detalhe: essa é uma missão pessoal, o mapa pode ser feito em um caderno, em anotações no celular, não importa, mas é importante consolidar em um ponto de leitura externo à mente, desse modo, transforma-se em ferramenta.”

5. Demonstrar prazer ao realizar trabalhos bem feitos

“Talvez o aspecto mais interessante do Fortnite é a cultura de celebração do game, os movimentos, danças e trejeitos que os personagens assumem em determinadas cenas, em especial de êxito. Não à toa atletas famosos imitam os movimentos na comemoração de seus gols, defesas, pontos, enfim, nos momentos de vitória. Uma das críticas feitas à geração Z (jovens nascidos de 1997 para cá) é uma suposta apatia diante de resultados bons ou ruins. Inspirados pelo game, os jovens devem sim comemorar os bons resultados, mostrar dentro da empresa alegria, prazer e satisfação diante dos trabalhos bem feitos. Isso cria uma atmosfera de paixão e comprometimento, ou seja, gera a palavra mágica do ambiente digital: engajamento diante das causas e maior empatia dos colegas. Não havendo exageros, a celebração diante da produtividade é uma aliada à construção da reputação. Isso deve começar cedo e a experiência do trainee é uma ótima oportunidade.”