Home  >  Plataformas

O e-commerce de sua empresa está preparado para datas comemorativas?

Oferecer um serviço de qualidade para cativar os compradores virtuais tornou-se uma missão de excelência

Amilton Navas*

30/07/2018 às 10h15

e-commerce
Foto: Shutterstock

É senso comum que as datas comemorativas movimentam o comércio brasileiro de maneira extraordinária. Conscientes de que a procura por produtos e as vendas aumentam significativamente em períodos festivos, as empresas precisam estar preparadas para atender, com máxima qualidade e agilidade, todas as demandas dos clientes. Para tanto, é necessário previsibilidade, planejamento e estratégias bem traçadas no intuito de gerar vendas e resultados aos negócios. Mas, o que sua companhia faz para driblar as falhas e interrupções nas operações de vendas em plena época de aumento de negócios via e-commerce?

Para os gestores e líderes empresariais, é nítido que os sistemas e as tecnologias precisam funcionar para evitar reclamações de clientes, perdas de vendas e interrupções nos negócios. Mesmo que momentâneas, as falhas na estrutura de TI ocasionam prejuízos consideráveis para as empresas, principalmente em datas importantes como Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados, Natal e Black Friday.

Como medida de prevenção contra essas crises tecnológicas, um método que pode ser bastante eficaz é traçar, com antecedência, alternativas estratégicas com o objetivo de não sobrecarregar o site da empresa. Um exemplo são os Hotsites, muito usados para campanhas promocionais específicas. Criar uma página exclusiva para aliviar o tráfego no site original é uma saída inteligente para as companhias que não querem perder oportunidades de lucrar ainda mais com os negócios.

Além do Hotsite, é importante também que os gestores se esforcem para uma comunicação completamente alinhada com o setor logístico, minimizando erros em operações de estoque e de entrega das mercadorias. Para isso, os sistemas devem conversar entre si para garantir o funcionamento ininterrupto, assim como as atualizações constantes de informações como preços, modelos disponíveis, prazo de entrega e outros dados indispensáveis para tornar a experiência de compra satisfatória para os clientes.

O relatório anual Webshoppers estima que o e-commerce brasileiro deve apresentar um crescimento de 12% em 2018. Isso significa 60 milhões de compradores virtuais e um faturamento acima de R$ 50 bilhões. As previsões do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) também irão contribuir para o consumo online, uma vez que as estimativas indicam maior estabilização do cenário econômico brasileiro e uma ligeira redução da taxa de desemprego.

Diante disso, fica evidente a necessidade de as empresas estarem atentas e aprimorarem seus sistemas de comércio eletrônico, investindo em inovações para que seus negócios funcionem perfeitamente com baixa incidência de falhas. Para monitorar a performance de todas as aplicações e garantir o funcionamento da estrutura de TI, ferramentas como APM (Application Performance Management) e DPM (Digital Performance Management) podem ser bastante úteis, gerando, rapidamente, insights relevantes para os gestores, antes mesmo das paradas impactarem as vendas. Outra característica dessa tecnologia é que, além de mostrar detalhadamente o status dos programas e serviços, ela detecta causas-raiz de ocorrências, fornecendo melhor visibilidade de todas as camadas das aplicações de ponta a ponta.

Para eliminar os entraves que impedem o funcionamento dos processos e aumentam o tempo gasto na identificação de problemas, a alternativa mais certeira é optar por ferramentas que facilitem o trabalho dos profissionais de TI, dando conta da complexidade e da alta quantidade de dados. Com uma análise ágil da situação dos sites, Hotsites e aplicações, as empresas diminuem o risco de perder vendas e clientes e evitam custos extras com software, manutenção e afins.

Preservar a experiência de compra dos consumidores é fundamental para a sobrevivência do negócio e elevar seu padrão é prioritário para companhias que buscam obter vantagem competitiva. É imprescindível proporcionar momentos de compras diferenciados, preparados especialmente para atender necessidades e desejos dos clientes. Quando se trata de datas comemorativas, as emoções dos consumidores são mais fortes. Os clientes querem, mais do que nunca, que suas compras deem certo do começo ao fim, do acesso ao site ao recebimento do produto.

Oferecer um serviço de qualidade para cativar os compradores virtuais tornou-se uma missão de excelência. Diante do elevado padrão de exigência dos consumidores, pequenas falhas cibernéticas já são o suficiente para provocar desistências de compras e troca de fornecedores, isso sem contar os riscos de imagem com críticas via redes sociais. A opinião das pessoas influencia marcas e desejos de compra. Portanto, preservar o bom relacionamento com o público é essencial para o sucesso dos negócios.

*Amilton Navas é Territory Manager da Dynatrace

Deixe uma resposta