Home  >  Negócios

Lucro da Telefônica Brasil cresce 263% no segundo trimestre

Empresa registra lucro líquido de R$ 3,2 bilhões no período. Destaque foi o crescimento dos negócios móveis

Da Redação

25/07/2018 às 15h54

telefonica
Foto: Divulgação

A Telefônica Brasil anunciou nesta quarta-feira (25/7) o balanço financeiro e operacional do segundo trimestre de 2018. No período, o lucro líquido da companhia foi de R$ 3,2 bilhões, crescimento de 263% em relação a 2017. A empresa destaca que o bom resultado foi impulsionado, especialmente, pelo aumento do EBITDA e por efeitos não recorrentes do trimestre. Com o resultado, a companhia acumula lucro líquido de R$ 4,3 bilhões no primeiro semestre.

A empresa registrou um crescimento no EBITDA recorrente – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – de 5,8% no comparativo anual, totalizando R$ 3,7 bilhões.

Com o resultado, a margem EBITDA foi a 34,5%, com ganhos de 1,5 ponto percentual frente ao mesmo período de 2017. Considerando os efeitos não recorrentes do período, o EBITDA apresentou crescimento de 46,9%, quando comparado com o segundo trimestre de 2017, totalizando R$5,2 bilhões, com margem de 47,9%.

“Os esforços de simplificação e digitalização, a forte disciplina financeira e o foco comercial em negócios de alto valor, como o móvel pós-pago e ultra banda larga fixa, são os principais motores do crescimento da Companhia e estão refletidos na sólida evolução da rentabilidade e na continua expansão do fluxo de caixa” destaca o Chief Financial Officer da Telefônica Brasil, David Melcon.

Negócio móvel em alta

A receita líquida móvel cresceu 4,2% no segundo trimestre de 2018 no comparativo anual, atingindo R$ 6,8 bilhões. O resultado foi impulsionado pela receita de dados e serviços digitais, que hoje é um dos pilares estratégicos da companhia como alavanca de crescimento de receita, e que apresentou expansão de 11,5% sobre igual período de 2017.

No trimestre, a representatividade da receita de dados e serviços digitais sobre a receita líquida de serviço móvel aumentou para 78,5%, uma evolução de 6,8 pontos percentuais sobre igual período do ano anterior. Também foi positivo o desempenho da receita líquida de aparelhos, que avançou expressivos 60,5% quando comparada ao mesmo período do ano passado.

Os acessos móveis apresentaram um aumento de 1,2%, frente ao segundo trimestre de 2017, fechando o período em 75.262 milhões.

Deixe uma resposta