Home  >  Carreira

7 importantes dicas para iniciar carreira em ciência de dados

Cientistas de dados são formados em cursos como matemática, física e estatística, entre outros, já que não existe no Brasil uma formação específica

Da Redação

25/07/2018 às 10h50

Foto: Shutterstock

A ciência de dados é uma das carreiras em alta no mundo da tecnologia. Diante da explosão no volume de informações e dados coletados, o papel desse profissional se torna essencial para desenvolvimento de modelos que transformem esse volume em informações úteis para o negócio.

“Este profissional usa os métodos científicos aplicados aos dados de negócios”, resume Renato Vicente, principal data scientist do DataLab da Serasa Experian. Formado em ciências moleculares pela Universidade de São Paulo e com mestrado em física estatística pela mesma instituição, Vicente também é PhD em Machine Learning pela Aston University, da Inglaterra.

Vicente explica que, em geral, cientistas de dados são formados em cursos como matemática, física e estatística, entre outros, já que não existe no Brasil uma formação específica para a área. Para seguir a profissão, conhecimento em programação é imprescindível, além de capacidade para fazer perguntas.

Mas quais devem ser os principais passos para quem quer se tornar um cientista de dados? A Serasa Experian preparou sete dicas:

Formação Científica: cursos de graduação que oferecem uma formação científica, como matemática, estatística e física, são os mais indicados para os profissionais que querem seguir essa carreira.

Programação: além da formação acadêmica, busque conhecimentos em programação com linguagens como R ou Python.

Bancos de Dados: interações com grandes bancos de dados são constantes na rotina do cientista de dados. Invista em conhecimentos de tecnologias como o MySQL, Postgres, Hadoop e Spark por exemplo.

Cursos on-line: plataformas como Coursera e Udacity costumam oferecer uma gama de cursos online de qualidade voltados para data science.

Networking: maratonas de programação (hackathons) podem ser uma boa forma de aprende e conhecer outros profissionais, além de mostrar seus talentos para empresas e ganhar prêmios. O Experiance Jam, da Serasa Experian, por exemplo, será realizado em agosto e está com as inscrições abertas.

Estágios de verão: para quem ainda está nas universidades, estágios de verão são uma boa opção para usar as férias para adquirir experiência na área. O DataLab da Serasa Experian mantém um programa regular de Summer Jobs.

Comunicação: não basta dominar a parte técnica e ter um bom network, é preciso ter capacidade de comunicação com as diversas interfaces, em linguagem que seja compreensível para o público de negócios.

Deixe uma resposta