Home  >  Inovação

G20 destaca blockchain e criptomoedas, mas alerta para segurança

Grupo afirma que casos de uso de tecnologia blockchain, como criptomoedas, podem trazer grandes benefícios para a economia mundial em desenvolvimento

Da Redação

24/07/2018 às 15h57

Foto: Shutterstock

O G20, grupo formado pelos ministros de finanças e chefes dos bancos centrais das 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia, acredita que criptomoedas não representam risco significativo à estabilidade financeira global. No entanto, podem levar a uma série de violações de lavagem de dinheiro.

Em relatório publicado no último sábado (21/7), o G20 afirma que casos de uso de tecnologia blockchain, como criptomoedas, podem trazer grandes benefícios para a economia mundial em desenvolvimento, mas ainda há algumas preocupações de segurança que precisam ser abordadas.

O relatório aponta que "inovações tecnológicas, incluindo aquelas subjacentes aos ativos de criptomoedas, podem trazer benefícios significativos para o sistema financeiro e para a economia em geral (...) no entanto, levantam questões com relação à proteção do consumidor e do investidor, integridade do mercado, evasão fiscal, lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo."

Ainda, o G20 acrescenta que "as moedas virtuais e os ativos criptográficos facilitam o acesso on-line e o alcance global, o que os torna atraentes para movimentar e armazenar recursos para lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo."

Uma das razões por trás dessa preocupação pode estar relacionada ao fato de que atualmente cabe ao critério de cada Estado membro monitorar se as instituições locais garantem a conformidade com as diretrizes da FATF (Grupo de Ação Financeira Internacional) e outros protocolos AML-CFT.

Mesmo assim, essa decisão normalmente recai sobre as instituições financeiras locais. Dependendo do país, a conformidade ativa pode ser muito cara - e é por essa razão que grandes instituições financeiras não estão utilizando criptomoedas.

Deixe uma resposta