Home  >  Negócios

Salesforce anuncia aquisição da plataforma de AI Datorama

Empresa israelense é focada em marketing de inteligência artificial

James Henderson - Reseller News

17/07/2018 às 15h58

Foto: Shutterstock

Salesforce assinou um acordo para adquirir a Datorama, plataforma israelense de marketing de inteligência artificial baseada em nuvem. Apesar dos termos não terem sido divulgados, a mídia israelense diz que os valores ultrapassam US$ 800 milhões.

A Salesforce tem sido uma das principais beneficiárias das transformações digitais - uma tendência crescente em que as empresas transferem suas operações para serviços baseados em nuvem de baixo custo com mais escalabilidade.

"Estamos empolgados em expandir nossa missão principal – ajudar os profissionais de marketing a integrar e obter insights de uma única fonte de dados", disse Ran Sarig, co-fundador e CEO da Datorama.

A Datorama fornece uma das principais plataformas de análise e inteligência de marketing baseada em cloud e inteligência artificial. A empresa tem mais de três mil clientes, incluindo PepsiCo, Ticketmaster, Trivago, Unilever e Foursquare.

"A aquisição da Datorama pela Salesforce aprimorará a Marketing Cloud da Salesforce com integração expandida de dados, inteligência e análise, permitindo que os profissionais de marketing obtenham insights sobre os dados da Salesforce e a infinidade de tecnologias usadas no ecossistema atual de marketing e envolvimento do consumidor", explicou Sarig.

A compra acontece menos de quatro meses depois de a Salesforce fechar um acordo para adquirir a fabricante de software norte-americana MuleSoft, por aproximadamente US$ 6,4 bilhões.

De acordo com a ARN, a Salesforce disse que mais de 1,2 mil clientes em 60 países confiam na MuleSoft para “inovar mais rapidamente, oferecer experiências diferenciadas aos clientes e aumentar a eficiência operacional”.

O fornecedor de software em nuvem disse que, juntas, as empresas acelerarão as transformações digitais de seus clientes, permitindo que eles desbloqueiem dados em sistemas legados, aplicativos e dispositivos em nuvem para tomar decisões mais rápidas e inteligentes.

>Siga a Computerworld Brasil também no Twitter Facebook