Home  >  Negócios

Netskope inicia operação de data center em São Paulo

Empresa de segurança na nuvem lança unidade na América Latina e investe em time de professional services

Da Redação

16/07/2018 às 18h50

Foto: Shutterstock

Netskope, empresa fornecedora de soluções de segurança na nuvem CASB – Cloud Access Security Broker, anuncia o início de uma operação de data center na América Latina. Baseada em São Paulo (SP), a unidade visa melhorar a experiência de seus clientes corporativos latino-americanos com maior desempenho em processamento, recursos e infraestrutura, além da proximidade geográfica.

A empresa abriu um escritório na capital paulista e investiu em novas contratações para os times de pré-vendas e professional services, liderados por Alain Karioty, diretor regional na América Latina.

A operação de data center começou nesse mês de julho e atenderá aos clientes da América Latina (Brasil, Chile, Argentina, Colômbia e Peru) –, que anteriormente tinham suas operações suportadas por um data center nos Estados Unidos.

“A Netskope é uma empresa que nasceu na nuvem. Assim, nossos centros de dados ao redor do mundo também nascem com tecnologia de ponta que permite crescer nossa capacidade de processamento de dados de forma elástica”, diz Karioty.

Para o executivo, a melhor forma de levar performance e qualidade de atendimento aos nossos clientes é colocar à disposição deles um centro de dados geograficamente mais próximo e disponibilizar experts em segurança e em nuvem. "E é isso que estamos fazendo, com um investimento forte no Brasil", conclui Karioty.

A Netskope foi fundada em 2012 nos Estados Unidos e já nasceu com um núcleo de 50 arquitetos e engenheiros vindos das maiores empresas de segurança no mundo. A empresa possui hoje mais de 500 profissionais no mundo, sendo cerca de 300 engenheiros focados em desenvolver novas funcionalidades à sua plataforma de segurança em nuvem. Conta com 45 patentes em quatro categorias e com mais de 100 patentes em processo de avaliação. A companhia recebeu investimento de mais de US$ 230 milhões e é independente financeiramente. Desde sua fundação, a companhia aponta crescimento de mais de 100% ano a ano.

>Siga a Computerworld Brasil também no Twitter Facebook

Tags

Deixe uma resposta