Home  >  Negócios

Com nova sede, AMcom busca inspiração para trajetória rumo ao bilhão

Empresa fortalece laços com sua sede Blumenau (SC) e traça meta de faturamento de R$ 1 bilhão até 2029

Guilherme Borini

29/06/2018 às 8h01

amcom
Foto:

A AMcom está de casa nova. E não é simplesmente uma mudança de endereço na sua cidade sede Blumenau (SC). "Não mudamos. Começamos outra empresa, é um novo começo", define Marcelo Furtado, CEO da companhia especializada em serviços de tecnologia.

O que antes era um prédio de seis andares no centro da cidade, com pouco espaço, equipes separadas e sem interação entre as áreas, agora se transformou em um moderno ambiente de 4 mil m2, com apenas dois andares e foco total na colaboração e transparência.

Inspirado em recentes modelos inovadores do Vale do Silício, nos EUA, o espaço conta com bar, lounge, arquibancada para apresentações, cabines para reuniões e até mesmo uma sala de descanso em formato de hotel cápsula. Nos tempos livres, funcionários também podem desfrutar de cadeira de massagem, mesa de sinuca, pebolim, videogame e ainda um escorregador que liga os dois pavimentos do escritório.

O projeto foi assinado pelo arquiteto Guilherme Moki, especializado no desenvolvimento de escritórios corporativos com o perfil do profissional de TI e dos millennials, que traz em seu currículo projetos para empresas como Google, Chaordic, Resultados Digitais e GE.

"Não é só infraestrutura, é um novo conceito. Criamos um ambiente sem regras e sem foco no cartão ponto, mas sim na produtividade e confiança. Para sermos competitivos e atrativos, precisamos fazer diferente", afirmou Furtado, que recebeu profissionais da imprensa nesta semana para apresentação das novas instalações.

O local contou com investimentos de R$ 5 milhões e atualmente abriga mais de 200 colaboradores da companhia. Pessoas que, segundo Leticia Roveri, gerente de marketing da AMcom, foram a grande inspiração para o projeto.

"O espaço foi todo inspirado nas nossas pessoas. Perguntamos para cada um deles qual eram seus desejos para a nova sede e entregamos até mais do que 100% do que foi pedido", comentou.

Além do novo espaço, a companhia lançou sua nova marca com o slogan make IT real - na tradução para o português, fazer acontecer. "A nova marca busca mostrar flexibilidade e transparência para nossos clientes", explicou Leticia.

Rumo ao primeiro bilhão

O novo momento da AMcom visa inspirar a empresa a ser mais inovadora em seus quatro pilares de negócios: desenvolvimento customizado de soluções, sustentação de sistemas, consultoria e alocação de profissionais.

O sucesso que a empresa busca se traduz nos números traçados no planejamento estratégico. Até 2020, a meta é alcançar faturamento de R$ 100 milhões e, em 2029, chegar a R$ 1 bilhão.

A rota conta com planos de iniciar operações nos EUA e Europa a partir de 2020, bem como aquisições para alcançar o bilhão, já que, segundo Furtado, seria impossível chegar à meta crescendo apenas organicamente.

Mas o crescimento orgânico terá sua forte contribuição. A empresa tem crescido em média 30% a cada ano, número que deve se repetir ao final de 2018.

Segundo Furtado, as áreas de desenvolvimento e sustentação representam 60% dos negócios, enquanto consultoria e alocação ficam com os outros 40%. Para o executivo, a área de sustentação deve ser o destaque nos próximos anos, à medida que equipes de TI dos clientes focam mais nos negócios e deixam a parte de tecnologia nas mãos de parceiros – nesse caso, a AMcom.

As principais verticais de negócios são Agronegócios, Educação, setor público e Aeroportuário. O portfólio de clientes tem nomes como Bunge, Ambev, Ultra, Samsung e Philips.

Além de Blumenau, a AMcom conta com escritórios em São Paulo e Rio de Janeiro, mas a meta é manter sempre a origem blumenauense. "Enquanto eu for o CEO, a AMcom será de Blumenau", completou Furtado, que cita o modelo da Senior Sistemas, também de Blumenau, como referência.

*O jornalista viajou a Blumenau (SC) a convite da AMcom

>Siga a Computerworld Brasil também no Twitter Facebook