Home  >  Plataformas

Na Copa do Mundo de redes, Brasil não passa da primeira fase

Guilherme Borini

19/06/2018 às 13h27

redes
Foto:

As atenções do mundo todo estão voltadas para a Russia, onde está sendo realizada a Copa do Mundo de Futebol. Nos estádios, países competem para saber quem tem o melhor desempenho nos gramados. Mas e se o assunto for redes de internet?

Monika Byléhn, responsável pela estratégia global de 5G na Ericsson, preparou uma simulação da tabela do Mundial considerando os dados de desempenho de redes de cada país participante da Copa.

"Os pontos de dados que analisamos (análise da Ericsson nos dados do Speedtest Intelligence® de Ookla®, de 1º de janeiro a 27 de maio de 2018), que avaliam o desempenho geral da rede de cada país com base nas velocidades de downlink, uplink e latência, se aplicam a mais de 90% das amostras. Estatisticamente, isso significa que, em 90% das vezes, o usuário obterá essa qualidade de serviço ou melhor", explica Byléhn, em postagem no blog da companhia.

A empresa dividiu os mesmos 32 países nos oito grupos da Copa para ver quais dois em cada grupo passariam para a última fase de 16 eliminatórias. Em seguida, simulou os confrontos de quartas, semi e finais para chegar ao campeão.

A Islândia, debutante na Copa, país com uma população de menos de 350 mil habitentes, é o campeão mundial quando se trata das velocidades de rede. O Brasil, um dos principais favoritos no futebol, não passa da primeira fase e fica atrás de países como México, Panamá e Colômbia. Nosso país é o 28º do ranking, à frente apenas de Costa Rica, Nigéria e Japão (aqui uma surpresa!)

Confira os resultados da "Copa do Mundo das redes":

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *