Home  >  Acervo

10 dicas de liderança para gestores de TI

Guilherme Borini

15/06/2018 às 19h06

lider_tecnologia
Foto:

Os líderes de tecnologia nunca tiveram tantas oportunidades de impactar seus negócios. Com 81% dos CEOs vendo a tecnologia como a maior ameaça disruptiva para suas organizações, segundo o novo relatório CEO Outlook 2018, da KPMG, mais líderes de TI estão tendo espaço para investir em recursos digitais estratégicos para reinventar suas empresas e prejudicar os concorrentes.

Mas disrupção significa coisas diferentes para diferentes CEOs, que precisam descobrir o que adicionar e subtrair de sua estratégia geral de negócios, diz a KPMG. "Nem sempre é uma transformação total, mas uma introdução focada de tecnologia que pode criar valor e garantir a competitividade", explica Mike Nolan, vice-presidente de inovação e soluções corporativas da KPMG.

Mas os líderes de TI que não conseguem diminuir a lacuna entre as capacidades de suas empresas e a disrupção emergente estão sendo rapidamente substituídos, um fato que os CIOs estão bem cientes.

"[A lacuna digital] está sendo preenchida, mas não por nós", disse Atefeh Riazi, diretor chefe de tecnologia da informação das Nações Unidas, aludindo ao afluxo de diretores digitais emergentes para liderar as estratégias digitais.

Riaza, junto com Mike Macrie, CIO da Land O'Lakes, e Harmeen Mehta, CIO da Bharti Airtel, compartilharam no mês passado suas vsiões para uma liderança de TI bem sucedida durante um painel do MIT Sloan CIO Symposium. Os CIOs foram todos finalistas do Prêmio de Liderança de CIOs do MIT para 2018, que Mehta venceu .

A seguir estão os conselhos que Macrie, Mehta e Riaza para os CIOs encarregados de transformar suas organizações.

1. O silêncio mata boas ideias

Os CIOs bem-sucedidos compartilham suas boas ideias, em vez de simplesmente aceitar os pedidos dos pares das áreas de negócio, diz Mehta, que ajudou sua empresa a criar um aplicativo de música e que atualmente está usando machine learning para personalizar os serviços para os clientes. "Você mata uma boa ideia no momento em que não fala sobre ela", acrescenta. Agora, diz Mehta, os líderes de negócios competem por seu tempo e recursos. "Porque começamos no fundo da sala, sempre pensamos que o negócio tem que vir e nos colocar no mapa", diz Mehta. "Eu discordo completamente disso. Você tem que se colocar no mapa."

2. Deixe o negócio levar

Macrie diz que tenta não levar adiante nenhum investimento em tecnologia na Land O'Lakes, onde ele está testando machine learning e automação de processos robóticos , entre outras ferramentas. "Deixei a empresa liderar e determinar como será o investimento", diz Macrie.

3. Peças políticas

Para sobreviver e prosperar, os CIOs devem navegar pelas políticas corporativas praticadas por diferentes entidades de negócios, cada uma com suas próprias agendas, diz Riazi, que está explorando como os drones podem entregar remédios aos necessitados e usando blockchain para estabelecer as identidades das pessoas. "É entender como trabalhar com diferentes entidades para identificar pontos problemáticos e fornecer inovação", diz Riazi.

4. Criar uma cultura de compartilhamento de conhecimento

As organizações evoluem organicamente e através de fusões e aquisições, o que pode alterar a cultura corporativa. Uma maneira pela qual os CIOs podem se distinguir através de mudanças às vezes tempestuosas é instituindo uma cultura de compartilhamento de dados e conhecimento. “Isso não é fácil em uma organização que altamente fragmentada do ponto de vista de negócios, e seu trabalho como CIO é introduzir uma tecnologia que seja coesa e harmonizada e que permita compartilhar dados”, diz Riazi.

5. Ser agressivo

Os CIOs devem se afirmar, em vez de esperar pela liderança, e convidar seus pares para discussões estratégicas, diz Macrie. Cabe aos CIOs “trabalhar relacionamentos” com colegas de negócios, o que os ajudará a construir confiança e competência. "Nutrir essas relações, entender seus objetivos e como ajudá-los a alcançar esses objetivos tem sido fundamental para a minha carreira", diz Macrie. “Então você é convidado para a sala e para mais decisões estratégicas, com antecedência, e eles começam a vir até você.”

6. Ter paciência

Alguns CIOs acham que se depararam com a tecnologia revolucionária apenas para serem frustrados por líderes seniores que não tiveram tempo de estudar a inovação do mercado. “Nós temos tantas conversas com o negócio, nas quais em pensamos como mudar a empresa e mudar o mundo e eles ficam tipo 'nós não precisamos disso agora'”, diz Macrie. No entanto, alguns desses mesmos líderes voltam alguns anos depois dizendo que precisam da mesma solução "amanhã". "Vemos níveis amplos de tecnologia e inovação, e você só precisa ter paciência", diz Macrie. “Às vezes, leva tempo para [o negócio] ver o mercado amadurecer.”

7. Entrar no campo

Sair dos escritórios confortáveis ​​e aprender como funcionários comuns fazem o trabalho ajuda os CIOs a entenderem melhor seus negócios. Por exemplo, Mehta passou algum tempo no campo com funcionários do ramo de telefonia fixa para aprender o melhor local para cavar trincheiras para instalar cabos e outras infraestruturas. “No momento em que você vê essa ação, muda sua perspectiva do que você vai mudar e como”, diz Mehta, acrescentando que ir para o campo capacita os CIOs a recomendar mudanças nos processos de negócios. “É assim que você se torna um parceiro. O diálogo é muito diferente quando você sai e faz isso com as próprias mãos. ”

engrenagens.jpg

8. Não ter medo de falhar

Os CIOs devem ter sabedoria e coragem para entender que nem toda tentativa ou piloto funcionará. CIOs devem evitar as armadilhas, ficar bem com a queda e tirar o pó ao longo da estrada menos percorrida, diz Mehta, cuja equipe também introduziu um aplicativo de TV. "Você não pode ter medo do fracasso porque vai andar como uma criança no meio da estrada porque não sabe de que lado", diz Mehta.

9. Contestar o ROI

Riazi contesta a noção de que todo investimento em TI deve ter um ROI bem definido. Em vez disso, Riazi diz que o impacto do investimento em TI deve ser visto através da lente de se tornar um negócio mais competitivo e se criar valor para os clientes a longo prazo, em vez de considerações financeiras de curto prazo. “Temos que mudar a conversa. Nem sempre é sobre valor financeiro; é sobre ser competitivo ”, diz Riazi.

10. Ficar em dia com a tecnologia

Mehta diz que os CIOs não podem se dar ao luxo de não acompanhar a tecnologia e precisam demonstrar sua profundidade na TI. "Não perca sua vantagem em tecnologia", diz Mehta. “O mundo da generalização está morto; é um mundo de especialização. Aqueles que mantiveram a tecnologia foram a lugares; aqueles que ainda não o fizeram, não.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *