Home  >  Negócios

Qualcomm vai demitir 1,5 mil pessoas para cumprir meta de redução de custos

Guilherme Borini

19/04/2018 às 17h57

qualcomm
Foto:

A Qualcomm iniciou um processo de redução da sua força de trabalho que deve culminar com o corte de 1,5 mil empregos na Califórnia (EUA). A decisão faz parte do cumprimento do compromisso com investidores de reduzir custos em US$ 1 bilhão, segundo informações da Bloomberg.

A Califórnia representa a maior parte dos cortes, mas outras posições devem ser eliminadas globalmente. A companhia emprega um total de 34 mil pessoas em todo o mundo.

A empresa confirmou à agência de notícias que reduzirá sua força de trabalho temporário e de tempo integral, mas não especificou locais ou números.

"Primeiro, avaliamos as reduções de despesas não relacionadas a funcionários, mas concluímos que é necessária uma redução da força de trabalho para suportar o crescimento e o sucesso no longo prazo, o que acabará beneficiando todos os nossos acionistas”, afirmou a Qualcomm em comunicado. A empresa disse que oferecerá indenizações aos afetados pela medida.

A fabricante de chips prometeu em janeiro reduzir em US$ 1 bilhão as despesas para melhorar os lucros, parte de seus esforços para combater a oferta de compra proposta pela rival Broadcom. A compra foi barrada pelo presidente norte-americano Donald Trump, que alegou questões de segurança nacional.

As vendas da empresa têm registrado queda desde 2015 e a previsão é de queda de 3% no ano fiscal de 2018.

Esta não é a primeira vez que a Qualcomm corta postos de trabalho. Em 2015, após a pressão de um investidor, a gigante anunciou uma reestruturação que resultou em milhares de demissões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *