Home  >  Negócios

Abradisti apresenta novo posicionamento para expandir atuação

Guilherme Borini

09/04/2018 às 13h38

abradisti
Foto:

A Abradisti – anteriormente Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação – está lançando um novo posicionamento para fortalecer seu trabalho frente à cadeia de fornecimento de tecnologia no Brasil. A partir de agora, a entidade passa a se chamar Associação Brasileira da Distribuição de Tecnologia da Informação.

A troca de “distribuidores” por “distribuição” representa mais do que apenas um simples mudança de palavra. O foco da entidade é sair da ideia de grupo focado apenas em distribuidores e englobar um sistema mais amplo, incluindo revendas, integradores e fabricantes que participam do processo de comercialização e entrega de tecnologias no País.

Mariano Gordinho, diretor-executivo da Abradisti, comenta que a decisão acompanha o movimento de transformação dos próprios distribuidores. “É preciso perceber a mudança e se alinhar com ela”, disse Gordinho, durante conversa com jornalistas, em São Paulo (SP).

O executivo conta que o novo posicionamento já foi discutido com os 25 associados da entidade, que, segundo ele, compreenderam a necessidade e apoiaram a decisão. O anúncio oficial da mudança será feito no dia 19 de abril, no encontro anual da Abradisti, na capital paulista. “Todos sabem que se não mudarmos seremos atropelados”, resumiu.

Metas

Gordinho afirma que o primeiro passo para ampliar a atuação da entidade é focar no próprio mercado de distribuição. Ele calcula que existem cerca de 150 distribuidores no Brasil que não fazem parte da associação e a primeira meta é entender os motivos e tentar conquistá-los.

“Hoje o grupo da Abradisti produz cerca de R$ 8 bilhões por ano. Até 2020 queremos chegar a 200 empresas, incluindo distribuidores, integradores e fabricantes, e representar R$ 50 bilhões”, calcula.

Um dos atrativos é a redefinição dos valores dos associados. “Diminuímos a barreira de entrada. Hoje o valor começa em R$ 470 por mês, o que antes era por volta de R$ 2 mil.”

Outra aposta é a oferta de um serviço criado em parceria com a Boa Vista, lançado há dois anos: um portal de consulta de crédito focado no setor.

Verticais

Gordinho faz questão de enfatizar: a meta da Abradisti, desde sua criação em 2010, é criar um ambiente saudável de negócios para os parceiros.

Mas agora, com a inclusão de outros players, uma preocupação é não criar conflito de interesses entre os associados. Por isso, Gordinho diz que haverá verticais específicas: integradores e revendas, distribuidores e fabricantes. “Nosso papel será chegar a um consenso e buscar esse ambiente saudável para todos.”

Ambiente digital

Ainda seguindo a linha de modernização e negócios antenados com práticas atuais, a Abradisti quer fortalecer sua presença digital. Por isso, a associação planeja estimular troca de experiências a partir de novos canais de comunicação.

“Queremos agregar conteúdos, notícias e inteligência e criar uma plataforma de digital para troca de conhecimento e negócios”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *