Home  >  Segurança

Internet Society diz não estar surpresa com caso Facebook e Cambridge Analytica

Guilherme Borini

28/03/2018 às 10h49

facebook_deslike.jpg
Foto:

"Empresas não peçam desculpas, apenas tomem mais cuidado com nossos dados pessoais". É o que pede a Internet Society (ISOC), entidade que visa garantir o desenvolvimento aberto da internet, diante do caso Facebook e Cambridge Analytica.

A entidade se diz desapontada, mas não surpresa com as notícias sobre a violação de dados de usuários. "Este incidente é simplesmente o resultado esperado do modelo econômico atual que está baseado em dados, e colocam os interesses comerciais em primeiro lugar ao invés dos usuários", diz, em nota.

Para a ISOC, o pedido de desculpas de Mark Zuckerberg é um primeiro passo, mas não é suficiente. "A gravidade destas revelações exige muito mais do que meras desculpas. É necessário que haja mudança."

Ainda, a nota divulgada pela entidade destaca que "a sociedade requer padrões mais elevados de transparência e ética quando se trata do manuseio de nossas informações. Qualquer pessoa ou instituição que colete dados pessoais deve ser responsável perante seus usuários e a sociedade. Como vimos nesta semana, o abuso e o mau uso de dados podem ter graves consequências tanto no âmbito individual quanto societário."

Para quem coleta, usa ou compartilha dados pessoais, a ISOC faz as seguintes recomendações:

- Certifique-se de que as políticas sobre a manipulação de dados refletem os interesses dos usuários em primeiro lugar. Os seus usuários devem ser, sempre, a sua primeira prioridade;

- Restrição e monitoramento sobre qualquer tipo de acesso ou uso de dados pessoais. Não colete dados se você não consegue gerenciá-los;

- Seja transparente sobre o compartilhamento de dados pessoais: com quem e por quais motivos serão compartilhados;

- Estabeleça regras claras para o manuseio e o tratamento de dados pessoais e mostre como essas regras estão sendo aplicadas;

- Se coletar dados, facilite o controle sobre o que será coletado, como será utilizado e com quem será compartilhado;

- Ofereça a cada usuário a escolha de participar e fornecer os dados. Não os obrigue, sem consentimento prévio, ou seja, aplique o “opt-in” e, não imponha o “opt-out”.

- Se quisermos manter os benefícios e as oportunidades que a Internet pode trazer, devemos confiar em nossos serviços e plataformas. As empresas precisam melhorar.

Tags

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *