Home  >  Inovação

Ericsson e Qualcomm firmam parceria para acelerar adoção de IoT

Guilherme Borini

13/03/2018 às 15h33

IoT
Foto:

Ercisson e Qualcomm anunciam nesta terça-feira (13/3) uma parceria para implementação de infraestrutura LTE IoT e soluções de internet das coisas (IoT) nas áreas de agronegócios, rastreamento de veículos/ativos e cidades inteligentes no Brasil.

As empresas planejam implementar aplicações e serviços de IoT baseadas no modem multimode global Qualcomm® MDM9206 LTE IoT, para ajudar no crescimento de IoT comercial e industrial com o que existe de mais avançado em soluções de hardware e software.

Atualmente, a Qualcomm possui mais de 30 plataformas desenvolvidas para facilitar que uma grande gama de agentes participe do ecossistema de IoT, incluindo cidades inteligentes e IoT industrial. Ainda, a empresa planeja lançar um centro de referências para cidades inteligentes, onde soluções poderão ser testadas e demonstradas no Brasil.

A Ericsson, por sua vez, contribuirá com sua expertise em desenvolvimento e integração de soluções e forte histórico como fornecedora de infraestrutura para o mercado de telecomunicações. A empresa, que além de fábrica instalada no país há mais de 60 anos, mantém um Centro de Inovação com forte atuação em Pesquisa e Desenvolvimento, investiu mais de R$ 1 bilhão nos últimos 15 anos em P&D, desenvolvendo em média 70 projetos por ano, que resultaram em 95 patentes depositadas internacionalmente.

Eduardo Ricotta, presidente da Ericsson Brasil, destaca que a banda larga é o ponto de partida para as cidades serem mais inteligentes." As redes móveis são a base para permear conectividade em todas as verticais da sociedade, ajudando em questões essenciais, como trânsito, segurança e educação. Não podemos nos esquecer de que a cada 10% de aumento na penetração de banda larga, há 1% de aumento no PIB de um país. Ao conectarmos o agronegócio, promovermos cidades mais inteligentes, e viabilizarmos uma plataforma de integração para os diversos elementos do ecossistema de IoT, tornamos o país economicamente mais eficiente", diz.

Já Rafael Steinhauser, vice-presidente sênior e presidente da Qualcomm para a América Latina, comenta que sua empresa entrega mais de um milhão de chipsets para IioT por dia e, por isso, tem amplas condições para oferecer suporte ao ecossistema brasileiro de IoT. "Estamos felizes em trabalhar com a Ericsson para ajudar a acelerar a adoção de aplicações de IoT para cidades inteligentes e aplicações comerciais e industriais. Com soluções sendo desenvolvidas localmente, temos grande capacidade de atender demandas especificas dos consumidores do país", afirma.

Fábrica no Brasil

app_movel.jpg

Outra iniciativa da Qualcomm em IoT é o projeto de fabricação de semicondutores no Brasil. A empresa assinou no último mês uma joint venture com a taiwanesa USI para instalação de uma fábrica de semicondutores para smartphones e dispositivos de internet das coisas (IoT) no País. A previsão de investimento é de US$ 200 milhões em cinco anos, em projeto que conta com apoio do Governo Federal e do Estado de São Paulo.

A fábrica, que ficará sob responsabilidade de produção da USI, será instalada na região de Campinas (SP), onde as empresas já buscam um endereço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *