Home  >  Plataformas

ArcelorMittal moderniza data center com Sonda Ativas

Guilherme Borini

09/03/2018 às 15h13

data center
Foto:

A multinacional do setor de aço ArcelorMittal investiu na modernização de sua infraestrutura de data center, em busca de robustez para o processamento de dados.

A remodelagem contou com apoio da Sonda Ativas, que permitiu mais flexibilidade de consumo e agilidade em alocação de recursos de TI, o que gerou mais capacidade para suportar às demandas de negócio que surgiam.

Com o projeto, o data center da Sonda Ativas passou a hospedar 2 Petabytes de dados da ArcelorMittal. Os serviços contratados pela produtora de aço incluem duas modalidades: o colocation, quando o cliente transfere os próprios equipamentos para a empresa contratada, mas compartilha as despesas com conectividade, refrigeração, eletricidade e monitoramento; e a gestão do data center, que, neste caso, a Sonda Ativas fica responsável pela administração completa, incluindo controles de governança, checagem de temperatura do ar condicionado, geradores, sistema de nobreak, energia e gestão de ativos etc.

linux

Renan Valadares, gerente executivo sênior da Sonda Ativas, conta que a empresa atuou como um parceiro estratégico e apoiou na migração de todos os dados que estavam no data center da ArcelorMittal, garantindo 100% de disponibilidade das informações durante o processo. "Com a migração para uma infraestrutura mais robusta e escalável, conseguimos reduzir a quantidade de racks de 25 para 15", comenta.

Humberto Bonisson Junior, diretor-presidente de TI da ArcelorMittal, diz que, além dos benefícios econômicos que a companhia deve atingir com o projeto, também é possível garantir uma flexibilidade do consumo de gestão de dados. "Isso significa que se a ArcelorMittal precisa ampliar o uso do data center, a Sonda Ativas estará apta para suportar essa nova demanda, assim como se precisarmos reduzir esse serviço. Trata-se de um projeto que atende de acordo com o que precisamos e garante que os gastos não sejam além da nossa necessidade de momento", afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *