Home  >  Plataformas

Security Center automatiza controles de segurança do G Suite Enterprise

Cristina De Luca

17/01/2018 às 12h54

googlegsuite.jpg
Foto:

O Google lança hoje, em todo o mundo, o “security center” para o G Suite, para ajudar os administrados a extrair insights dos dados de segurança e ajustar os controles disponíveis. Integrado gratuitamente ao pacote G Suite Enterprise, o módulo estará disponível no console do Admin nos próximos dias, consolidadndo em um único dashboard análises de segurança, insights acionáveis e recomendações de melhores práticas que capacitam os profissionais a proteger sua organização, seus dados e usuários.

"Temos um monte de boas práticas de segurança disponíveis para clientes G Suite. Mas percebemos que se os usuários não tiverem formas fáceis visualizá-las e ligar e desligar os controles, elas acabam não sendo adotadas", comenta João Bolonha, diretor de vendas G Suite para a América Latina.

O dashboard oferece métricas relevantes a respeito do tráfego de entrada e saída, do envio de e-mail ou do compartilhamento de arquivos com informações confidenciais, além de recomendações para criação de regras de DLP, por exemplo.A ideia é a de que os administradores podssam entender rapidamente o que está acontecendo e agir sobre isso.

João lembra que hoje o G Suite já garante que os dados e momentos importantes dos usuários permaneçam inviolados, e com a detecção avançada de phishing, utilizando Machine Learning, impedindo automaticamente que 99,9% do spam e do malware atinjam sua caixa de entrada dos usuários. "Mas há ações que os administradores podem tomar para evitar que os outros 1% represemtem uma ameaça efetiva", diz o executivo.

Segundo o Google, com o security center os administradores podem:

1.Visualizar todas as métricas de segurança em um único lugar – Obtendo insights sobre a exposição de dados por meio do compartilhamento de arquivos, análise de spam e malware direcionados aos usuários dentro de sua organização, e métricas que demonstram a eficácia de segurança em um único e completo painel de controle.

2.Utilizar análises de segurança com marcação (flags) de ameaças – Com análise de mensagens de e-mail que não atendam ao padrão de autenticação da sua organização. E obtendo, proativamente, insights sobre os arquivos do Drive que desencadeiam as regras DLP e determinam ações contra potenciais vazamentos de dados.

3.Reduzir os riscos, adotando recomendações saudáveis de segurança – Mantendo-se à frente das ameaças com o guia quickstart para identificar as configurações de segurança recomendadas e obtendo recomendações personalizadas sobre as melhores práticas de segurança para conteúdo, comunicação, mobilidade e segurança do usuário.

João ressalta que todos os recursos de segurança reunidos de forma amigável no “security center” estão disponíveis para a maioria das mais de 3,5 milhões de organizações usuárias da G Suite em todo o mundo, dependendo do pacote contratado. "Mas só aqueles com alto volume de transações, usuários do G Suite Enterprise, que precisam lidar com a análise de um volume muito grande de variáveis, terão acesso ao dashboard, para facilitar o trabalho dos administradores", afirma..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *