Home  >  Plataformas

10 coisas que todo CIO deve saber sobre DevOps

A metodologia de desenvolvimento de software e integração de operações de TI se tornou um imperativo para os negócios, por isso, empresas de todos os tamanhos devem se esforçar para incorporar os seus princípios e ferramentas

CIO EUA

10/04/2017 às 17h38

devops.jpg
Foto:

DevOps varreu o mundo como uma tempestade ao longo dos últimos anos e continua a transformar a maneira como as empresas desenvolvem, implantam, monitoram e mantêm aplicações, bem como modifica a infraestrutura existente. A metodologia de desenvolvimento de software, que define a colaboração e integração entre desenvolvedores de software profissionais responsáveis pelas operações de TI, evoluiu rapidamente de um conceito de nicho para se tornar um imperativo para os negócios — por isso, empresas de todos os tamanhos devem se esforçar para incorporar princípios e ferramentas de DevOps.

A razão para a sua adoção é simples: o valor do DevOps é quantificável. De acordo com o estudo “2015 State of DevOps Report”, as organizações que efetivamente adotam DevOps implantam software 30 vezes mais frequentemente e em prazos 200 vezes mais curtos do que aquelas que ainda não abraçaram a metodologia.

Essas empresas também têm 60 vezes menos falhas e recuperam as existentes 168 vezes mais rápido. Esses são números impressionantes e definem o sucesso do DevOps e a sua importância para as organizações se manterem competitivas nos dias atuais.

Apesar dos benefícios comprovados, muitas empresas, no entanto, ainda estão olhando com curiosidade e tentando entender o que se trata. Algumas têm ensaiado os primeiros passos e ainda estão lutando para ter sucesso. Mas uma coisa é certa — o desafio muito maior na implantação de um projeto de DevOps se o CIO não compreender o que é ou como adotá-lo efetivamente.

A CIO EUA elencou dez pontos-chave para que qualquer executivo de negócio possa conduzir a conversa com o CIO sobre DevOps e também obter o apoio da alta direção da empresa. Confira, a seguir:

1) DevOps requer que o CIO abrace a ideia

DevOps é, em última análise, sobre transformar a forma como seu negócio pensa sobre software e seu efeito sobre a rentabilidade. É possível empregar elementos de DevOps dentro de equipes específicas ou projetos, mas o segredo para a empresa como um todo se beneficiar depende do apoio da alta direção. Para atingir seu pleno potencial, a empresa deve alterar fundamentalmente a maneira como opera, o que exige que CIO seja um expert em DevOps — para aprovar, apoiar e, em alguns casos, estar disposto a liderar este esforço.

2) DevOps subentende a entrega de software de qualidade, que atenda as expectativas do usuário

A adoção bem-sucedida de DevOps é mais do que apenas um conjunto específico de regras ou ferramentas, e pode significar coisas diferentes para diferentes organizações. Existem muitas definições sobre o que é DevOps — talvez refira-se à entrega contínua de aplicações ou à velocidade de lançamento e qualidade do software, entre outras. A parte importante é que, uma vez que você decidiu defender a sua adoção no negócio, sua explanação deve ser clara e consistente. O CIO provavelmente vai perguntar: "Por que DevOps?”. “Quais são os problemas que estamos tentando resolver?" As respostas devem ser suficientes para trazê-lo a bordo do projeto. Concentre-se nos resultados mais do que nos métodos. DevOps não é sobre a velocidade de lançamento — é conhecer as expectativas crescentes dos consumidores. DevOps não se trata da entrega contínua de aplicações — trata-se de simplificar o desenvolvimento e da remoção das barreiras de implantação para que funcione da forma mais eficiente.

A fim de obter a adesão do CIO, você tem que transmitir sucintamente a necessidade de DevOps para o negócio. Isso significa usar exemplos concretos de como DevOps pode melhorar serviços específicos e aumentar a satisfação do usuário. Felizmente, existem alguns bons exemplos no mercado.

3) DevOps não se refere apenas a desenvolvimento de software e operações — também é sobre o negócio

A ideia por trás do DevOps, claro, é mesclar as operações e o desenvolvimento de software, mas a metodologia evoluiu para além de um conceito estritamente de TI. DevOps envolve software, aplicações e o fornecimento de serviços baseados em tecnologia, que no mundo digital atual é de responsabilidade de todos na empresa — não apenas do departamento de TI. Um projeto de DevOps eficaz envolve a colaboração próxima de todos na empresa. Até mesmo um projeto estritamente baseado em TI deve envolver outras equipes e departamentos — como RH ou a contabilidade. Essas interações podem enfrentar resistências se todos estiverem atolados na burocracia corporativa.

4) DevOps não é apenas sobre novas ferramentas — trata-se de transformar a cultura empresarial

Há muitos fatores que afetam a transição de um modelo tradicional para o DevOps. É importante ter as ferramentas certas e realinhar os processos de funcionamento de desenvolvimento e operações. Em última análise, DevOps é sobre mudar a cultura da empresa e da área de TI, mais até do que as ferramentas e princípios que ele utiliza. Processos e estruturas corporativas tradicionais inibem a colaboração eficiente e impedem a produtividade. A cultura de DevOps diz respeito a quebrar silos, remover barreiras e melhorar a comunicação entre equipes para que os empregados estejam habilitados a fazer as coisas mais rápido e eficazmente, ao mesmo tempo. É importante ter certeza de que todos — tanto dentro como fora da área de TI — compreendem a importância do negócio de software, aplicações e as vantagens competitivas de ser mais ágil.

5) DevOps é necessário para a transformação digital

Tem havido muita uma ênfase à transformação digital nos últimos anos, e isso enseja que o CIO tem sido bombardeado com informações sobre sua importância para a empresa. Um dos fundamentos da transformação digital é estar usando aplicações constantemente para criar novos canais de comunicação — para envolver clientes e manter os funcionários produtivos. De certa forma, cada empresa é agora uma empresa de software, e o CIO deve estar ciente que DevOps é crítico para o sucesso de qualquer estratégia que envolva aplicação, ou seja, é também um elemento essencial da transformação digital.

6) DevOps requer que a TI pensar mais holisticamente sobre métricas

Métricas são a bússola que orienta qualquer organização. Quem não mede efetivamente o que está fazendo e como as coisas estão funcionando, não pode fazer as alterações adequadas para continuar crescendo e inovando. As métricas corretas são a chave para se certificar de que sua transformação de DevOps está funcionando, mas você tem que pensar além de métricas de tecnologia. Métricas como tempo médio para resolução de problemas (MTTR) ou tempo médio entre falhas (MTBF) podem dizer muito, mas se concentre em métricas de processos e pessoas, também. Coisas como usuários ativos mensais ou diários e analisar o desenvolvimento de implantação de lead time (período entre a programação e o acabamento de um produto) também são métricas importantes a considerar. Aprender a ter uma abordagem completa, dimensional, para os dados de medição é suscetível de melhorar a experiência do usuário e, em última análise, aumentar as receitas.

7) DevOps requer automação

Agilidade é necessária em todos os processos de um modelo operacional de DevOps, mas processos manuais e intervenção humana impedem essa agilidade. Eles são demorados e propensos a erros. Isto significa que não importa quais soluções ou ferramentas você escolha, elas devem ter características que podem automatizar tarefas repetitivas para um fluxo de trabalho mais eficiente. Ferramentas como Chef & Puppet, por exemplo, são ótimas para automação de lançamentos, mas isso é apenas uma faceta da questão. Considere a automação em uma base mais ampla, mais holística. É por isso que seu gerenciamento de desempenho de aplicativos (APM) e soluções de monitoramento devem ser capazes de detectar automaticamente os lançamentos e responder instantaneamente às questões através de runbook automation (automação de processos de compilação de rotinas). Automação ajuda você a entregar aplicações mais rápido e reduzir custos ao mesmo tempo também, permitindo atingir seus objetivos de qualidade e manter o compliance.

8) DevOps exige soluções que podem auxiliar no feedback e feedforward (controle prévio) de ciclos

DevOps é projetado para promover a agilidade através de uma colaboração mais saudável dentro da organização. A capacidade de fornecer feedback ou feedforward do ciclo de vida do desenvolvimento é fundamental para agilidade. Para que pessoas de diferentes funções na empresa interajam sem problemas e fornecem inputs que têm valor, você deve dispor de ferramentas capazes de enfocar diferentes elementos do processo de desenvolvimento de software, que podem apresentar informações em um contexto que é relevante para cada público. Relevância contextual é particularmente importante em qualquer gerenciamento de desempenho de aplicativos ou solução de monitoramento. Agora é possível facilmente criar painéis que apresentem informações que interessam a diferentes públicos, de forma que façam sentido para eles. Os dados e informações dos quais dependem os desenvolvedores são diferentes dos quais precisa a equipe de operações, que é diferente dos quais necessitam departamentos como administração, contabilidade ou RH. Ao mesmo tempo, todas as partes precisam ser capazes de monitorar e dar uma contribuição para tornar toda a organização mais eficiente.

9) DevOps requer uma abordagem moderna para APM — que ofereça uma consciência situacional

DevOps trata mais de cultura do que de ferramentas, mas as ferramentas melhoram consideravelmente suas chances de sucesso. Gestão de desenvolvimento de software e implementação em um ambiente corporativo volátil e de ritmo acelerado requer uma solução de APM pronta para produção. Há um monte de peças em movimento em um ambiente de DevOps. O CIO deve compreender a importância de ser capaz de monitorar aplicativos para funções específicas, bem como a experiência do usuário final, tão perfeitamente quanto possível. A chave é que a solução que você escolher pode proporcionar rápida consciência situacional ou visibilidade instantânea de problemas emergentes para que as ações possam ser tomadas imediatamente para evitar um impacto negativo no usuário. Quando as equipes estão trabalhando juntas desde o início para garantir a qualidade e as soluções de monitoramento permitem identificar problemas em tempo real, é mais fácil prever o sucesso das aplicações.

10) DevOps requer análises de aplicação para melhorar a estratégia de software

Análise é essencial para todas as áreas de negócios, especialmente quando se trata de melhorar a estratégia de software. Para certificar-se que os aplicativos estejam de acordo com as expectativas de qualidade dos usuários — e de permanecer à frente da concorrência — investir em uma solução de análise eficaz deve ser prioridade. Em última análise, o software não é sobre o software em si — diz respeito a como ele se conecta com clientes e parceiros de negócios para gerar receitas. Uma solução de análise ideal é capaz de facilmente correlacionar o desempenho do aplicativo com dados de negócios e engajamento do usuário, a fim de garantir que todas as decisões envolvendo software conduzam a resultados financeiros.

O sucesso do DevOps é uma receita que combina transformar a cultura e o negócio em si, bem como um investimento em ferramentas e princípios que permitem às equipes desenvolver e implantar software de forma mais eficiente. O CIO desempenha um papel importante em ambas as áreas — definir uma visão e estabelecer prioridades organizacionais, bem como controlar o orçamento. Ajudando seu CIO a entender esses dez elementos-chave e ganhar o seu apoio é crucial para o sucesso no longo prazo de um projeto de DevOps em sua organização.