Home  >  Carreira

IT Leaders 2016 mostra CIOs focados em nuvem, mobilidade e big data

Edição com a lista dos 100 maiores executivos de TI do Brasil circula a partir do dia 17 de novembro e inclui pesquisa sobre as prioridades para 2017

Silvia Bassi

04/11/2016 às 16h05

capa_it_leaders.jpg
Foto:

Para os IT Leaders brasileiros, homens e mulheres que comandam a TI corporativa no Brasil, 2017 será o ano da nuvem, da mobilidade e de iniciativas concretas de big data.  Em outras palavras, o ano será marcado pelo foco na transformação digital das empresas e dos negócios e pela consolidação de mudanças importantes na arquitetura da TI corporativa.

A pesquisa realizada pela Computerworld para chegar à edição dos IT Leaders 2016 com a relação dos 100 melhores CIOs do ano, também serviu para traçar um Raio-X do dia a dia desses profissionais, levantando dados sobre orçamento, prioridades, planos e estratégias.

Entre os insights da pesquisa, a mobilidade aparece como um dos focos críticos de ação desses executivos: 93% deles disseram que investirão em diferentes graus de intensidade na criação de aplicativos móveis nos próximos 12 meses; e 53% dos respondentes elegeram a implementação e atualização de projetos, soluções e aplicações de mobilidade como prioridade número um em 2017.

Cloud Computing

Cloud computing aparece não mais como inovação mas como prática obrigatória e consolidada de transformação da arquitetura da TI corporativa: A grande maioria (80%) investirá (mais) em serviços no modelo de Cloud Computing nos próximos 12 meses.

Um terço deles (31%) por exemplo, já tem pelo menos uma aplicação rodando em nuvem pública, sendo que 28% espera chegar a 50% das suas aplicações rodando em cloud pública nos próximos dois anos. Praticamente a metade (49%) dos CIOs disseram possuir aplicações em nuvem privada e 29% já trabalham com aplicações distribuídas em ambientes híbridos completos, combinando on-premises, cloud pública e cloud privada.

Para 40% de todos os entrevistados, a expectativa em melhorar a velocidade de resposta às demandas do negócio é a principal razão estratégica para adotar Cloud Computing.

Big Data e Analytics

Dos CIOs ouvidos, 68% entendem que a melhoria e a aceleração de processos decisórios são os principais argumentos para adotar Big Data e Analytics. Nesse item, o patrocínio principal da iniciativa se divide entre o CEO (22%); o CIO (28%) e o CMO/CFO (23%). Do ponto de vista da importância, 19% consideram Big Data tecnologia essencial e de missão crítica para a companhia e 60% a consideram muito importante para a empresa

Das empresas que investiram em iniciativas de Big Data até agora, 78% destinaram orçamento de até R$ 1 milhão; 20% investiram até R$ 10 milhões e 2% alocaram budget superior a R$ 10 milhões.

A pesquisa

Esta edição de IT Leaders teve 1,4 mil executivos acessando o questionário, dos quais 200 executivos foram selecionados para concorrer a lista dos 100 Maiores. Entre os 100 CIOs escolhidos, 51 executivos, três em cada uma das 17 categorias, disputam a eleição daquele que mais se destacou no ano ao idealizar, coordenar e implantar projetos de tecnologia em total sintonia com os negócios da empresa e com a proposta de transformação digital

A relação dos ganhadores será divulgada no próximo dia 17 de novembro, em evento em São Paulo, e também fará parte da edição especial impressa da COMPUTERWORLD, que também vai incluir perfis dos vencedores e os principais dados da pesquisa de cenário da TI no Brasil. Os resultados também poderão ser acessados em área especial no site da Computerworld.