Home  >  Plataformas

Continuous Testing: A nova fronteira da qualidade de software

Em cinco ou seis anos o teste manual se tornará uma commodity e não mais atenderá às necessidades de negócio

Adriano Serrano e Marcio José Rodrigues Jr.*

04/08/2016 às 16h59

teste_continuo_infinito.jpg
Foto:

O software se tornou um importante diferencial nos negócios. Com isso as organizações esperam cada vez mais que sejam entregues softwares com qualidade, ideias inovadoras, entregas em prazos mais curtos e com ciclos menores de desenvolvimento. Com esta necessidade constatou-se que um dos fatores críticos seria o processo de teste do software - não por ele existir, mas por diversas razões fundamentais, tais como a garantia da qualidade e regressão.

Em cinco ou seis anos o teste manual se tornará uma commodity e não mais atenderá às necessidades de negócio. O "Continuous Delivery", ou uma parte desse processo "Continuous Testing" vem para contribuir com essa "demora" que os testes manuais nos retornam.

Essa prática, ou melhor, esse processo, vem emergindo há alguns anos. Hoje, podemos dizer que aproximadamente 80% de empresas SaaS (Amazon, Google, Facebook e muitos outros) adotam essa prática. Empresas não SaaS também entram nessa contabilidade, mas com um número um pouco menor - cerca de 50%.

Mas o que seria Continuous Testing? Pode-se dizer que é um processo de execução de testes automatizados de software, durante o próprio desenvolvimento, para obter feedback imediato sobre os riscos de negócios associados a um release, aos quais são contemplados requisitos, história dos usuários.

É claro que todas essas informações nos deixam instigados, e nos fazem pensar em por que demoramos para implementar esse processo. Isso resolveria quase todos os nossos problemas referentes a entregas rápidas, eficazes e eficientes. Neste momento, nos deparamos com as etapas de implantação do processo, capacitação de pessoas que realmente acreditem que isso fará a diferença, conscientização do investimento inicial para o ganho posterior.

Alguns benefícios do Continuous Testing:

● Redução de custos gerais de desenvolvimento
● Aumento no desenvolvimento de programas
● Menor tempo de execução
● Maior rastreabilidade das alterações e novas implementações
● Aumento na qualidade dos produtos entregues em produção
● Menor tempo de colocação no mercado para novos lançamentos
● Diminuição do trabalho manual
● Feedback rápido e contínuo sobre o risco do negócio na última versão disponível do sistema.

Atualmente para lidar com a velocidade dos acontecimentos e o senso de urgência, precisamos entregar cada vez mais, com qualidade, menor custo e tempo. Mas, para que isso aconteça, precisamos automatizar alguns processos, e a "Continuous Delivery" é mais um novo processo que nos ajudará a aumentar o ritmo acelerado das entregas, trazendo assim vantagens competitivas perante o mercado.

Acredita-se que o "Continuous Testing" irá se tornar cada vez mais crítico, tornando assim uma parte inerente a qualquer processo de distribuição de sucesso!

*Adriano Serrano e Marcio José Rodrigues Jr. são especialistas da Inmetrics.

Deixe uma resposta