Home  >  Negócios

Sun, Peoplesoft, NetSuite? Qual foi a maior compra já feita pela Oracle?

Listamos as dez maiores compras de empresas já feitas pela fabricante comandada por Larry Ellison

IDG News Services

29/07/2016 às 12h07

fusoes_e_aquisicoes.jpg
Foto:

A Oracle voltou a fazer uma grande aquisição. Na quinta-feira (28/07), a companhia desembolsou US$ 9,3 bilhões pela provedora de softwares de gestão empresariais NetSuite. Essa é mais uma das transações bilionárias na história da gigante de banco de dados.

A compra recente foi a segunda maior em toda trajetória da fabricante comandada por Larry Ellison – sendo a sexta realizada somente em 2016. No ano anterior, foram outras cinco. A seguir, apresentamos as dez maiores aquisições já feitas pela provedora.

Peoplesoft. Em 2005, a Oracle pagou US$ 10,3 bilhões pela provedora de ferramentas de gestão de RH, finanças, supply chain e CRM.

NetSuite. A mais recente de todas. Em julho de 2016, foram investidos US$ 9.3 bilhões na aquisição da fornecedora de ERP cloud.

BEA Systems. Terceira maior compra na história da fabricante, que levou a provedora de middleware e desenvolvimento de aplicações por US$ 8,5 bilhões, em 2008,

Sun. A Oracle adquiriu a empresa de Java, MySQL, servidores, redes armazenamento, por US$ 7,4 bilhões em 2010.

Siebel Systems. A fabricante comprou a fornecedora de CRM em 2006, por US$ 5,85 bilhões.

MICROS Systems. Em 2014, a companhia pagou US$ 5,3 bilhões pela fabricante de software e hardware para os segmentos de varejo e hospitalidade.

Hyperion Corporation. Foram US$ 3,3 bilhões alocados na compra da empresa de software para gestão de desempenho, em 2007.

Acme Packet. A Oracle comprou a empresa de hardware de networking para operadoras de telecom por US$ 2,1 bilhões, em 2013.

Taleo. Pela aquisição da empresa de software para gestão de pessoas foi destinado US$ 1,9 bilhão em 2012.

RightNow Technologies. A fabricante pagou US$ 1,5 bilhão, em 2011, pela companhia de CRM SaaS.

Datalogix. Em 2014, a Oracle comprou a empresa de dados e marketing digital por US$ 1,2 bilhão.

Deixe uma resposta