Home  >  Carreira

Sete práticas de um programador altamente eficaz

Escrever um bom código não consome tanto tempo como você imagina (e ser preguiçoso não é o fim do mundo!)

Paul Rubens

02/06/2016 às 11h26

desenvolvedor.jpg
Foto:

Larry Wall, criador da linguagem de Perl, uma vez disse que todos os programadores possuem três virtudes: a preguiça, a impaciência e a soberba. Cada uma dessas características adiciona um elemento fundamental à sua personalidade.

Um desenvolvedor que executa bem a tarefa diária de codificação é, muitas vezes, mais efetivo que aquele que eventualmente acerta na mosca de forma genial. E, para a maioria dos empregadores, a combinação de ritmo e precisão significa a personificação do profissional perfeito.

Assim, para maximizar a sua empregabilidade, aqui um resumo das dicas a seguir: você não precisa necessariamente ser um grande desenvolvedor, mas precisa fazer o trabalho com maestria para que seja eficaz.

A seguir, apresentamos sete hábitos que podem fazer de você um programador mais eficaz. Veja se concorda!

1. Tenha uma rotina com, pelo menos, quarto horas de codificação por dia

Em um primeiro momento, essa dica pode ser ambígua, principalmente se pensarmos que um desenvolvedor passa mais de 8 horas na frente do computador todos os dias. Mas, Peter Nixey, fundador e CEO da startup Copyin, afirma que poucas dessas horas são aplicadas em trabalhos de desenvolvimento de software.

programadora

“Trabalhei em projetos onde os programadores passavam a maior parte do tempo em reuniões, nas mesas de pingue pongue, almoçando...”, recorda. “Assim, quatro horas de ininterruptas de puro trabalho – sem embromação – é surpreendentemente eficaz”.

A chave para cumprir essa meta é evitar ao máximo interrupções e distrações. Isso porque, uma vez que atinge o ápice do foco na tarefa e seu cérebro começa a encadear as ideias de forma automática, uma quebra do raciocínio fará você perder uma oura ou mais tentando retomar o ritmo, afirma Nixey.

2. Assimile a cultura do time de desenvolvimento

Ser um jogador de time e estabelecer uma sintonia com seus colegas é uma parte importante na vida de um desenvolvedor efetivo. Talvez, até, seja mais importante do que ser reconhecido por suas habilidades de codificador de elite e seus anos de experiência, observa Damien Filiatrault, CEO da Scalable Path.

Ok. Sabemos que às vezes é impossível trabalhar em equipe com um colega folgado que se acha mais espertalhão que todo mundo. Porém, o trabalho em equipe, geralmente, é mais produtivo, divertido e permite a criação de um software mais interessante decorrente da soma de habilidades.

3. Programe em suas horas livres

Caso a única atividade de programação que você tenha em sua rotina se resume ao trabalho que realiza dentro do escritório, saiba que será bem mais difícil aprender ciosas novas e somar experiência em outras áreas. É por isso que Dave Child, fundador da Added Bytes, enfatiza que é importante codificar também por diversão.

desenvolvedor

“Os melhores desenvolvedores que conheço sempre desenvolvem alguns projetos paralelos”, pondera, sinalizado que, nessas atividades os programadores tendem sempre a utilizarem habilidades e ferramentas diferentes das que utilizam no trabalho diário. Essa, observa, é uma forma de ampliarem seus conhecimentos e manterem-se atualizados em novas áreas e tecnologias.

4. Aprenda a escrever um código simples

Pouquíssimos projetos requerem desenvolvedores brilhantes para criar um sistema genial com código perfeito. Vamos reconhecer que, de forma geral, a necessidade é de uma plataforma até simples. Por isso, Nixey afirma que a melhor maneira é escrever rapidamente algo que funciona e seguir adiante.

“Código é a manifestação de uma solução. Depois que o sistema está em pé, é possível ir lá e aparar arestas ou incrementá-lo. Se você quiser criar algo perfeito, de primeira, pode empolgar-se demais e entregar muito pouco”, opina.

5. Não fique na mesma função/emprego por tempo demais

Uma das maneiras mais fáceis de deixar de ser eficiente é encontrar um trabalho e cair na rotina, acredita Child. Isso ocorre porque, uma vez que você domina os requisitos, chega a um beco sem saída que impede que avance rumo a novas habilidades que o tornarão um programador melhor.

“É fundamental desafiar-se constantemente”, diz. “Se você trabalha em algum lugar durante um par de anos, possivelmente já aprendeu o suficiente para seguir adiante. Logo, para que ficar parado?”, desafia.

6. Jamais pare de aprender

A tecnologia muda constantemente e de forma veloz. Isso significa que, nos dias de hoje, é vital aprender novas habilidades de codificação para não se tornar obsoleto. Caso esteja planejando uma carreira longa no desenvolvimento de software, mantenha-se sempre em busca de tendências e linguagens emergentes.

“O simples fato é que você, certamente, não trabalhará apenas com o que sabe atualmente até o resto de sua carreira. É preciso estar preparado para constantemente reaprender e conhecer novidades, pois o que sabe hoje não vai sustentá-lo no futuro”, diz Todd Anglin, evangelista da Progress Software.

Ele adiciona que também é importante se concentrar em algumas áreas que tenha maior interesse ao invés de tentar ser um mestre em todas as linguagens. “Encontre algo que o fascine e aprofunde-se. Não tente saber tudo, porque isso é impossível”, adicional.

Filiatrault concorda. “Metade do trabalho de um programador a partir de agora envolverá coisas que ele nunca havia feito até então. Então, talvez a maior habilidade para desenvolver é a saber aprender e como assimilar informações”, completa.

7. Codifique por algo que lhe interessa

Gregor Riegler, autor do blog Be a Better Developer, afirma que é vital se envolver em projetos pelos quais você seja apaixonado. Isso, na sua visão, assegura que dará o máximo de sua energia por aquela atividade. “É o que vai mantê-lo motivado”, diz. “Além disso, você precisa realmente curtir o que está fazendo e tentar entregar o melhor resultado possível. Quando estiver se divertindo com a codificação, desenvolverá bons sistemas”, acrescenta.