Home  >  Inovação

Facebook libera DeepText, sua nova aplicação de Inteligência Artificial

Tecnologia consegue entender o que usuários estão escrevendo com nível de acuracidade "próximo ao humano" em 20 idiomas

IDG News Service

02/06/2016 às 17h44

like_curtir_facebook.jpg
Foto:

Facebook revelou nessa quarta-feira (01/06) sua nova aplicação de  Inteligência Artificial, o DeepText I.A.  Segundo a rede social, a tecnologia consegue entender o que usuários estão escrevendo com nível de acuracidade "próximo ao humano" e consegue fazê-lo em 20 idiomas, várias vezes por segundo.

Ser capaz de entender melhor o que as pessoas estão escrevendo deve ajudar o Facebook a obter uma compreensão mais profunda de seus usuários - e oferecer-lhes um conteúdo mais interessante e anúncios.

Em resumo, o que parece é que o Facebook vai minerar ainda mais seus dados privados, para que possa, então, vender ainda mais anúncios e dizer a marcas ainda mais sobre você. Sim, nesse contexto você é o produto. 

No entanto, a companhia garante que o sistema tem como objetivo entender o que você escreve para melhorar a sua experiência na rede, fazendo melhores recomendações sobre posts e serviços disponíveis na rede social, ao mesmo tempo que ajuda a companhia a filtrar comentários de ódio, conteúdos impróprios e indesejáveis, como spam.

Por enquanto, a tecnologia consegue apenas entender o contexto de uma publicação e já se encontra em uso no Facebook Messenger. 

Quando você usa o aplicativo e escreve que precisa de uma carona ou um táxi, o DeepText entende o contexto e pode te sugerir um Uber, por exemplo. 

A tecnologia de aprendizado de máquina também está sendo usada no próprio Facebook para ajudar os usuários a encontrar ferramentas que possam ajudá-los.

Ela pode identificar quando uma pessoa está tentando vender coisas na rede social, por exemplo, para permitir ao Facebook recomendar ferramentas de Marketing e Analytics ao usuário.

O DeepText I.A é um mecanismo baseado em aprendizado profundo, projetado para ler posts e comentários dos usuários com precisão "próxima da humana". Aprendizado profundo é um ramo do aprendizado de máquina dedicado ao desenvolvimento de algoritmos e técnicas que permitam ao computador aperfeiçoar seu desempenho em alguma tarefa.

 "Treinar um computador para entender não apenas palavras individuais, mas também os significados dessas palavras quando combinada com gírias, é uma grande conquista e que vai abrir muitas portas para a empresa", disse Dan Olds, analista do The Gabriel Consulting Group.

A inteligência artificial será cada vez mais utilizada nos próximos anos para ajudar as empresas a se comunicar com os usuários, disse Jeff Kagan, analista independente da indústria. "Claro, o outro lado da moeda é assustador para muitos usuários, especialmente nestes primeiros dias. Mas é sempre assim em períodos de transição de toda uma indústria", completa.

De acordo com Olds, "os usuários do Facebook vão começar a notar que suas pesquisas começarão a gerar resultados mais ricos e categorizar os resultados com maior precisão", disse ele. "Com esta tecnologia, Facebook será capaz de entender muito mais sobre seus usuários do que nunca."

Deixe uma resposta