Home  >  Plataformas

UIT cria primeiro padrão oficial para Big Data

Mas o esforço de padronização chega atrasado, na opinião de analista do Gartner

Da Redação

22/12/2015 às 14h11

big_data.jpg
Foto:

A União Internacional de Telecomunicações (UIT), agência das Nações Unidas que trabalha para promover a cooperação global em uma variedade de áreas técnicas, anunciou na sexta-feira seu primeiro padrão para Big Data.

A nova norma internacional detalha os requisitos, capacidades e usos de grandes volumes de dados baseados em nuvem, com a intenção de assegurar que os seus benefícios possam ser alcançados em escala global. Também descreve como os sistemas de computação em nuvem podem ser aproveitados para fornecer serviços de Big Data.

"Este novo padrão da UIT fornece fundamentos para uso de grandes volumes de dados na nuvem acordados internacionalmente", disse Chaesub Lee, diretor do Bureau de Normalização das Telecomunicações da União Internacional das Telecomunicações. "Ele tornará a terminologia utilizada coesa e oferecerá uma base comum para o desenvolvimento de serviços de Big Data, apoiando padrões técnicos."

O novo relatório da UIT traça recomendações e requisitos para a coleta, visualização, análise e armazenamento de dados, entre outras áreas, juntamente com as considerações de segurança.

Não está totalmente claro, no entanto, se as especificações contemplam o que já foi estabelecido por fornecedores nesse campo.

"Estamos um pouco céticos em relação a normas internacionais na área de dados", disse Alan Duncan, diretor de pesquisa do Gartner. "Realmente não tenho visto nenhum dos esforços ganhar tração."

O que muitas vezes acontece é que as forças do mercado costumam empurrar os fornecedores para a interoperabilidade,  por conta própria, antes do surgimento das normas oficiais, comenta  Duncan.

"A razão para ter padrões é tornar as coisas interoperáveis, mas em Big Data, o que já aconteceu na prática, foi impulsionado pela necessidade de fazer com que as soluções dos fornecedores fossem capazes de trabalhar juntas", disse ele.

Fornecedores como a Tableau, Teradata e Alteryx, por exemplo, já forjaram conexões entre suas plataformas, observa Duncan.

Assim, mesmo que o padrão UIT seja "excelente, em teoria", disse ele, falando praticamente, "chegou tarde para a festa".

Deixe uma resposta