Home  >  Inovação

Computação quântica avança e renova temor sobre apocalipse cibernético

Recentes avanços indicam que o armagedon em segurança cibernética, onde a criptografia poderia falhar, pode estar virando a esquina

IDG News Service

25/08/2015 às 10h36

buraco_negro.jpg
Foto:

O termo “criptopocalipse” provavelmente  foi usado – pela primeira vez – durante uma conferência Black Hat em 2013, nos Estados Unidos. Na ocasião, uma apresentação dada por quatro especialistas em segurança e tecnologia explorava as fraquezas em criptografia e tentava responder a uma questão hipotética: o que acontece um dia depois que o RSA (algoritmo de criptografia de dado amplamente usado como chave pública em assinaturas digitais) for quebrado?

A resposta, segundo eles , seria "praticamente a perda total da confiança na internet". A razão? Porque a maioria das coisas que fazemos na Internet é de alguma forma protegida pela criptografia.

Os palestrantes destacaram a urgência de criar sistemas mais fortes para frustrar ataques contra segurança nos bastidores que usamos para e-mails, operações bancárias e uma porção de outras coisas.

Computação quântica

Dois anos depois, e o dia mais temido pelos especialistas está bem mais próximo de acontecer do que qualquer pessoa poderia imaginar. Avanços recentes na área de computação quântica indicam que o Armageddon em segurança cibernética – aquele onde a criptografia falha apenas pela inversão das chaves – pode estar virando a esquina.

E isso não será causado por backdoors ou pelo roubo de certificados e chaves, como alguns podem ter pensado, mas será porque os computadores estarão ganhando cada vez mais poder, tornando o processamento numérico para mastigar os segredos por trás das chaves criptográficas mais simples que executar algumas contas domésticas usando uma calculadora de mesa.

A Computação quântica, que na maioria das vezes tem existido apenas na teoria, viu recentemente um avanço capaz de realizar tarefas de forma mais eficiente. Físicos da Universidade de Viena e da Academia de Ciências da Áustria têm trabalhado no desenvolvimento de “novo sistema de computação quântica” no qual tarefas podem ser cumpridas “mais efetivamente que um tradicional computador quântico”, diz a universidade em seu site.

Mudanças

A nova técnica funciona alterando a ordem dos portões quantum, que são a “blocos básicos de construção” de um computador quântico, explica o Science Daily. Na teoria clássica da computação quântica é difícil construir uma quantidade suficiente de portões para executar um cálculo útil, diz a publicação. Na abordagem mais usada para a computação quântica, portões quânticos são aplicados em uma ordem específica, um portão antes do outro.

Entretanto, pesquisadores austríacos acreditam que eles conseguirão que os portões “ajam em todas as possíveis ordens ao mesmo tempo”, e assim serem mais eficientes e “pavimentarem o caminho para uma computação quântica mais rápida”, diz o Science Daily.

Implicações de segurança

E é com essa hipótese - sobre uma computação quântica mais rápida - que nós deveríamos estar preocupados. A computação quântica já promete fazer a existente criptografia mais fácil de ser quebrada. Mais computação quântica eficiente promete exacerbar o problema – a corrida então acelera.

Preocupada sobre computação quântica e o seu potencial para criptografia trivial, a NSA (Agência Nacional de Segurança) disse que começará uma transição para “algoritmos quânticos resistentes em um futuro não muito distante”, diz Dan Goodin em comunicado no site Ars Technica.

Ninguém realmente sabe quanto tempo vai demorar antes que um computador quântico seja construído, mas muitos pensam que é apenas uma questão de tempo. E, conseqüentemente, as velhas ideias que diziam que levaria ao fim dos tempos para derrotar a criptografia parece algo altamente improvável.

Deixe uma resposta