Home  >  Carreira

Seis dicas para dar novo fôlego à carreira e crescer profissionalmente

Pequenas mudanças podem fazer grandes diferenças. Listamos alguns conselhos de grande valia para todo profissional de TI

CIO.com

23/06/2015 às 8h05

energizar_carreira.png
Foto:

Família, trabalho, obrigações profissionais. A vida adulta é tão repleta de atribuições que fica difícil pensar em pensar nos rumos que damos à carreira. Na realidade, são as pequenas mudanças podem fazer grandes diferenças. Colecionamos alguns conselhos que podem servir de grande valia para todo profissional de TI.

1. Posicione-se como a escolha mais óbvia

Quem quer assumir mais responsabilidade precisa, aos poucos, se apropriar de tarefas que muitas vezes fogem de sua descrição atual de trabalho, aconselha Jennifer Doran, consultora do programa de gestão TEKsystems. Logo, desempenhe o papel que deseja para carreira mesmo antes de ocupar esse cargo. 

Ela sugere, para pessoas com aspirações gerenciais, inscrever-se em trabalhos voluntários para descobrir maneiras de liderar equipes. Isso ajuda a ganhar experiência. Além disso, em alguns casos, a especialista afirma que vale pegar tarefas que fogem da rotina, mesmo que isso exija trabalhar além do expediente normal. A recompensa, acredita, é um ganho de exposição junto aos tomadores de decisão da organização.

Isso não significa, contudo, deixar de lado o dia a dia. Você deve, naturalmente, fazer o seu próprio trabalho, considera Ashley Leonard, presidente e CEO da Verismic Software. Demonstre a compreensão das tarefas do departamento e tenta auxiliar em processos de liderança. "Isso não só ajuda o seu gerente, mas também faz com que você se torne a escolha natural para promoção quando se movem para cima."

Iniciar relacionamentos apresentando-se pessoalmente ou por telefone é um diferencial. “É fácil mandar um e-mail, mas uma mensagem eletrônica é desprovida de pessoalidade”, avalia Jennifer. “Leva apenas alguns segundos telefonar para alguém mas ajuda a preencher um gap de vínculo emocional, revelando interesse em estabelecer uma ligação profissional com o interlocutor”, adiciona.

2. Seja curioso

Após reuniões com clientes, parceiros e gestores, ou mesmo durante conversas individuais, faça perguntas para saber mais sobre funções de negócios, o que seus interlocutores buscam e onde querem chegar. “Faça questionamentos que revelem um desejo real de obter mais conhecimento”, aconselha Jennifer.

Ela aconselha buscar um equilíbrio entre o quanto se “doa” e se “recebe” de informações. “Se você está buscando conhecimento com alguém, não se esqueça de perguntar se há alguma coisa que elas precisam de você, se oferecendo para ajudar no que for capaz”.

Ao fazer perguntas, os profissionais de TI podem aumentar a sua visibilidade, aprender o que os outros estão tentando realizar e entender como seu trabalho se encaixa em um quadro maior, lista Faisel Khwaja, gerente de contratação do Grupo Addison.

“Isso garante que você não ficará restrito a silos, pois se comunica com equipes de outros projetos”, adiciona, citando que isso dá uma amplitude maior a sua exposição. “Quando você tem uma curiosidade intelectual sobre o que está tentando realizar como um todo, tende a aparecer em mais radares”.

3. “Construa pontes”

Use reuniões e conversas para se mostrar como alguém que pode ajudar a preencher as lacunas que existem em equipes multifuncionais, que incluem TI e outras unidades de negócios, como finanças ou marketing.

“Estas são grandes oportunidades para dar a si mesmo alguma exposição”, avalia Khwaja. "Muitas vezes, há algum nível de conflito entre tecnologia e áreas de negócios, o que abre espaço para aqueles que podem contribuir diplomaticamente na hora de explicar ‘Isto é o que podemos e não podemos fazer’, de uma maneira que faça sentido para ambos os lados”, adiciona.

Não é apenas o que, mas também como você se posiciona. Um exemplo dado pelo executivo é o de transmitir os desafios de executar algo versus simplesmente dizer “não podemos fazer dessa forma”. O especialista aconselha a ser o mais diplomático possível em momentos de tensão entre profissionais de tecnologia e de outros departamentos, o que, na sua visão, tende a atrair atenção dos envolvidos nesses projetos.

4. Saiba mais de tecnologia

Quando se trata de TI, não se limite a saber apenas aquilo ao qual você está exposto em ambiente corporativo, sugere Khwaja; em vez disso, use o seu tempo privado para afiar suas habilidades em frentes complementares.

“Se você não está aprendendo sobre novas ferramentas, sua carreira dificilmente vai avançar”, acrescenta. “Concentre-se em se tornar um conhecedor profundo em diversas áreas para que possa oferecer-se como um consultor no assunto para aquelas duas ou três tecnologias que você se tornar realmente bom”, avalia.

5. Encontre um mentor

Procure alguém em quem se inspirar profissionalmente e que seja aberto o suficiente para fornecer feedbacks sobre como e onde você pode melhorar e o que precisa desenvolver para atingir seus objetivos. A pessoa deve estar disposta a guiá-lo através de sua carreira, “mas evite a tentação de procurar algo muito fácil ou apenas um ombro amigo”, adverte Jennifer. “Você precisa de alguém disposto a puxá-lo de volta quando estiver pronto para cair de um penhasco, mas também precisa ser alguém capaz de desafiá-lo e empurrá-lo para além de seus limites”, ilustra.

Mentores devem ser capazes de apresentá-lo a pessoas certas, aconselhá-lo sobre os passos adicionais a tomar para se preparar para seu próximo trabalho e ensiná-lo a melhor forma para rumar ao sucesso profissional. “A maioria das pessoas que se dispõem a atuar como mentores ficam felizes em ajudar, contanto que seus aconselhados deixem claras as suas intenções”, afirma a executiva.

6. Arregace as mangas e trabalhe com paixão

Gestores não simpatizam muito com profissionais que se movem com pouco esforço, sintetiza Ashley. “Trabalho duro, dedicação e esforço são sempre a melhor maneira de se destacar do resto de seus pares”, comenta. “Bons gestores vão notar aqueles que são a primeira pessoa a chegar pela manhã e interessadas em assumir responsabilidades extras”, adiciona.

Deixe uma resposta