Home  >  Negócios

SAP nega interesse pela Salesforce e aprofunda aliança com Google

Alemã irá colaborar com gigante de buscas em um projeto focado em aplicações corporativas e ferramentas analíticas

IDG News Service

05/05/2015 às 15h30

bill_mcdermott.jpg
Foto:

A SAP está aprofundando a parceria que mantém com a Google. A alemã pretende colaborar com gigante de buscas em um novo projeto focado em aplicações corporativas e ferramentas analíticas. A iniciativa prevê maior integração entre o Apps e a plataforma Lumira, segundo Bill McDermott, CEO da provedora de sistemas de gestão.

Atualmente, usuários já podem combinar recursos do Google Sheets com dados corporativos através de uma extensão do Lumira para visualização, painéis e extração de informações. O próximo passo previsto pelas companhias é trabalhar para permitir que visualizações e gráficos sejam salvos no Drive, onde arquivos do Lumira poderão ser acessados e compartilhados. As empresas também pretendem prover capacidade para que armazenar documentos nativos no Docs.

A colaboração das provedoras em outras aplicações corporativas, por enquanto, irá focar no SucessFactors e na tecnologia de interface de usuários Fiori. O objetivo é integrar o software de gestão de recursos humanos com o Drive para permitir que funcionários usem o Apps a partir do Fiori.

“Se é fácil para pessoas usarem ferramentas do Google e dados oriundos do SAP em seus dispositivos, certamente, a vida no trabalho será melhor”, pontuou McDermott, durante seu discurso na conferência anual de usuários (Sapphire), que a companhia promove essa semana em Orlando.

O executivo chamou a parceria com a gigante de buscas como o “primeiro exemplo” da agenda de mudanças da provedora alemã. As empresas já atuam em conjunto em algumas frentes. Por exemplo, a fornecedora de ERP já alinhou-se à parceira para suportar o Android for Work.

Salesforce

Durante sessão de perguntas e respostas, o executivo foi indagado com relação a rumores que indicavam que a Salesforce teria recebido uma proposta de compra. “Sempre tentamos adquirir ativos de grande valor”, disse McDermott, para adicionar: “Mas nós temos ‘zero interesse’ na Salesforce.com”.

Há alguns dias, a Oracle afirmou que seria beneficiada se um de seus rivais adquirisse provedora de sistemas de gestão de clientes em nuvem. “Honestamente, se eles forem comprados por alguém, possivelmente, será algo bom para nós”, comentou Safra Catz, co-CEO da companhia.

Deixe uma resposta