Home  >  Negócios

Bradesco investe R$ 1,31 bilhão em TI no primeiro trimestre de 2015

Banco elevou em 15,6% os recursos canalizados a iniciativas de infraestrutura, informática e telecomunicações frente aos primeiros três meses do ano anterior

Da Redação

04/05/2015 às 16h17

brasdesco_celular.jpg
Foto:

O Bradesco investiu R$ 1,31 bilhão em infraestrutura, informática e telecomunicações no primeiro trimestre de 2015. De acordo com relatório de resultados do Banco divulgado quarta-feira (29/04), o montante representa uma evolução de 15,6% frente ao mesmo período do ano anterior.

Os primeiros três meses, segundo o documento divulgado na página de relação com investidores da instituição, foram destacados pelo “contínuo avanço na oferta de produtos e serviços inovadores, trazendo ainda mais conveniência, comodidade e segurança a seus clientes”.

O Banco avança fortemente no campo da mobilidade. O Bradesco lançou uma solução inédita no país, que permite ao cliente realizar depósito em cheque via dispositivos móveis, eliminando a necessidade da entrega do cheque na agência. O processo considera a captura da imagem com o aplicativo do Banco em plataforma iPhone ou Android.

A instituição apresentou também um projeto de carro conectado, mostrando integração entre o aplicativo Bradesco Exclusive com o Ford Sync, que permite a recarga de celulares pré-pago e a localização de agências e de máquinas de autoatendimento, por comando de voz, no painel do veículo.

Ao longo de 2014, a instituição aplicou R$ 3,9 bilhões em tecnologia da informação e comunicações e mais de R$ 1 bilhão em infraestrutura, totalizando um montante de quase R$ 5 bilhões.

Vertical de finanças

Os principais bancos brasileiros desembolsaram R$ 21,5 bilhões em tecnologia da informação e telecomunicações em 2014. Segundo dados mais recentes da Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, o montante registrado mostra evolução frente aos R$ 20,8 bilhões aplicados pelo setor no ano anterior. 

Os últimos anos foram marcados por um período econômico fértil no País. Além disso, o setor financeiro passou por grandes ondas de investimentos. Nessa toada, o Bradesco tocou um projeto de modernização de sua arquitetura e o Itaú canalizou bilhões para construção de um novo data center, o que ajudou para que os investimentos em TI evoluíssem a uma média de 6% ao ano.

A Febraban estima que os investimentos do setor em tecnologia seguirão crescendo a taxas semelhantes pelos próximos anos.

Deixe uma resposta