Home  >  Plataformas

Microsoft lança três novas ofertas de soluções de big data no Azure

Provedora oferecerá serviços de data lake para guarda de grandes volumes de registros e uma opção de rodar bancos de dados “elásticos”

IDG News Service

01/05/2015 às 17h34

microsoft_big_data_azure.jpg
Foto:

A Microsoft anunciou três novas formas de armazenamento orientadas a grandes volumes de dados no Azure. A ideia é fazer sua plataforma em nuvem mais preparada para demandas de análises de big data.

A provedora oferecerá serviços de data lake para guarda de grandes volumes de registros e uma opção de rodar bancos de dados “elásticos”, afirmou Scott Guthrie, vice-presidente do grupo de cloud na fabricante.

O Azure SQL Data Warehouse, que será disponibilizado nos próximos meses, permitirá que empresas armazenem petabytes de dados para que sejam facilmente processados por sistemas analíticos da própria Microsoft, como o Power BI para visualização, o Data Factory para orquestração além de serviços de Machine Learning.

Diferente dos sistemas de data warehouse internos, esse serviço em nuvem podem rapidamente ajustar-se a quantidade de dados que precisa ser armazenada, afirma Guthrie. Usuários, assim, podem especificar o volume exato de poder de processamento para extrair informações.

A solução é construída em uma arquitetura paralela de processamento massiva desenvolvida pela Microsoft para seu banco de dados SQLServer.

O Azure Data Lake foi desenvolvido para organizações que precisam guardar grandes quantidades de registros, pode ser processados por Hadoop ou outra plataforma de análise de big data. A oferta pode ser mais aderente a sistemas orientados a aplicações de internet das coisas, indica a fabricante.

Além desses dois novos produtos, a empresa também atualizou o Azure SQL Database para clientes que queriam criar pools de banco de dados em nuvem para reduzir custos de armazenagem, preparando a estrutura para picos de atividades.

“A solução permite gerenciar muitos bancos de dados a um baixo custo”, comentou o executivo. “Você pode manter bancos de dados completamente isolados, bem como agrega-los quando esse tipo de abordagem e recurso forem necessários”.

Deixe uma resposta