Home  >  Negócios

Systax disponibiliza solução fiscal na nuvem da AWS

Companhia irá prover acesso gratuito por 30 dias para versão standard do sistema

Computerworld

27/10/2014 às 16h30

Foto:

A Systax disponibilizou um sistema de gestão e auditoria de documentos fiscais e eletrônicos na nuvem da Amazon Web Services (AWS). A solução permite obtenção, gestão, guarda e auditoria de NF-e, CT-e, NFC-e, além de manifestação do destinatário, validações técnicas e tributária e confirmações junto aos Fiscos Federal e Estaduais. 

O primeiro objetivo do sistema é permitir que as empresas possuam todos os arquivos XML de NF-e arquivados. Além disso, a ferramenta poderá buscar os arquivos não recebidos, diretamente dos servidores da Receita, mesmo que a empresa não tenha conhecimento prévio sobre a operação.

Resolvido o problema da disposição de todos os arquivos XML, a solução considera uma série de processos de validação e auditoria, para trazer compliance à operação das empresas. São aplicadas regras lógicas, confirmações junto aos fiscos, e o acervo de mais de 1,7 milhões de regras fiscais – um grande diferencial, produzido e atualizado diariamente pela equipe da Systax.

A tecnologia permite desde a identificação de inconsistências entre as tributações das compras e das vendas, geração de alertas automáticos, internos ou para fornecedores, monitoramento do workflow de solução dos problemas, até a consulta em uma plataforma de business intelligence (BI), com os dados contidos nos XML e os problemas deles decorrentes. 

A Systax trabalha ainda nas integrações dessa solução com alguns ERP de mercado. A informa que companhia irá prover acesso gratuito por 30 dias para versão standard do sistema rodando na nuvem da AWS. Algumas funcionalidades poderão ser contratadas como opcionais.

Em julho, a empresa havia anunciado um aplicativo grátis para calcula carga tributária de produtos em supermercados. Solução com extensões iOS e Android foi desenvolvida pela Systax para mostrar aos varejistas impostos incidentes nas mercadorias.

Deixe uma resposta