Home  >  Plataformas

Anatel pode abrir processo administrativo contra a Telefônica

Investigação da agência sobre pane no serviço de telefonia fixa não tem prazo para terminar. Processo administrativo por descumprimento de obrigação não está descartado.

Fabiana Monte

09/09/2009 às 16h57

Foto:

Atualizada às 18H00

A investigaçao que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) está realizando para identificar as causas da falha no serviço de telefonia fixa da Telefônica, ocorrida nesta terça-feira (8/9), não tem prazo para terminar. Segundo o superintendente de serviços privados do órgão regulador, Jarbas Valente, desde ontem, técnicos do escritorio da Anatel em São Paulo estão apurando o que gerou a pane, mas a causa ainda não foi identificada.
 
Valente afirma que a averiguação não significa que a Telefônica está sob novo processo administrativo por descumprimento de obrigação (PADO). No entanto, o superintendente nao descarta que isso possa acontecer. "Primeiro a Anatel faz uma averiguação e se identificar indícios de má gestão, abre o PADO", diz.
 
De acordo com o representante da Anatel, por enquanto, a agência sabe que a falha ocorreu em uma central de comutação da Telefônica, mas, segundo Valente, nem mesmo a empresa sabe o que causou o problema.
 
Esta foi a segunda vez que o serviço de telefonia fixa da Telefônica enfrenta uma pane em três meses. A primeira falha, que aconteceu em 9/6, transformou-se em um PADO, que ainda está correndo na Anatel.

Além da Telefônica, a operadora Oi também está sendo investigada por falhas em seus serviços.

Deixe uma resposta