Home  >  Negócios

Bancos investem R$ 77 mi em projeto para eliminar boletos

São Paulo - Câmara Interbancária de Pagamentos planeja processar 50% do volume total de boletos registrados anualmente até 2011.

Rodrigo Afonso

18/06/2009 às 16h12

Foto:

novo_selo_ciab09A Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP), organização responsável por criar a base tecnológica para a criação do Débito Direto Autorizado (DDA), investiu 77 milhões de reais para implementar o sistema, que encontra-se na fase de homologação com os bancos.

Mais CIAB:
Por que os bancos brasileiros não quebraram?
Veja os destaques da agenda do CIAB 2009
Pesquisa aponta crescimento do uso de mainframe em bancos
Investimentos caem em filiais nacionais de bancos estrangeiros
Ex-CIO do Banco Real/ABN Amro investe em start ups de tecnologia
Bancos investiram mais de R$ 16 bi em TI em 2009

No novo processo do cobrança, que entrará em operação no dia 19/10, o cliente deverá optar por eliminar o papel e ter seus boletos disponíveis no seu banco no formato digital, podendo acessá-los via internet banking, equipamentos de autoatendimento (ATMs), entre outros meios. "Depende do modelo de negócios de cada banco", afirma Joaquim Kavakama, Superintendente da CIP.

A Tivit foi a empresa vencedora da concorrência de 2008 para implantar o sistema, preparando-o para processar, até 2011, cerca de 1,2 bilhão de cobranças anuais, ou 50% do volume total de boletos de cobrança. No início, tributos e concessionárias públicas (água, luz, gás e telefone) ficarão fora do sistema.

Apesar do alto volume de transações, o processamento será feito por plataforma baixa e contará com três níveis de redundância local e remota. O objetivo da empresa com a estrutura é ter capacidade de processar todas as transações realizadas por meio de boletos registrados.

>> Acompanhe aqui a cobertura do CIAB 2009

Deixe uma resposta