Home  >  Plataformas

Tecnologia 4G terá adoção mais rápida do que ocorreu com 3G

São Paulo - Pesquisa da Pyramid Research indica que no fim de 2014 haverá 136 milhões de assinates da tecnologia LTE; em seis anos, HSPA conquistou 100 milhões de clientes.

Fabiana Monte

19/05/2009 às 16h51

Foto:

A tecnologia Long Term Evolution (LTE), quarta geração de redes móveis, deverá experimentar um crescimento no número de usuários nos próximos cinco anos maior do que o verificado pelas tecnologias de 3G UMTS/HSPA, que levaram seis anos para atingir a marca de 100 milhões de assinantes.

>> Participe das discussões da CW Connect

A previsão é da consultoria Pyramid Research, que projeta um total de 136 milhões de usuários LTE em todo o mundo no fim de 2014. A expectativa é que a tecnologia avance a uma taxa composta de crescimento de 404% entre 2010 e 2014.

Mercados emergentes responderão por 25% do total de usuários dessa tecnologia ao final dos próximos cinco anos. A China liderará esta adoção, totalizando 36,1 milhões de de assinantes de LTE no período. Nações ricas, como Japão e Estados Unidos, no entanto, como era de se esperar, serão as primeiras a adotar redes Long Term Evolution.

A Pyramid acredita que o LTE, assim como o WiMax, será usado em alguns casos para prover acesso a internet em banda larga em áreas que carecem de infraestrutura fixa.

De acordo com o relatório da consultoria, a eficiência que a tecnologia LTE oferece para o uso do espectro permitirá às operadoras oferecer planos de banda larga móvel que criem uma alta demanda de mercado, ao mesmo tempo que suportem o aumento do uso de aplicações que consomem muita banda, como é o caso de vídeo.

Entre os fatores que colaboram para a tendência de rápido crescimento do LTE, indica a Pyramid Research, estão a aceitação do padrão pelo mercado chinês; a demanda dos consumidores por bandas maiores; o apoio de fabricantes e operadoras; além de metas agressivas de desenvolvimento de redes e equipamentos e preços em declínio.

>> COMPUTERWORLD no Twitter